Um belo exemplo de vida

Professor Wendel / 16/04/2018 - 06h00


A prática esportiva beneficia as pessoas e até mesmo a sociedade, pois reduz a probabilidade de aparecimento de doenças, contribui para a formação física e psíquica, além de ser fator de integração social. É importante lembrar que a sociabilidade por meio dos esportes é algo histórico, desde a antiga Grécia, com os jogos olímpicos, onde se reuniam milhares de pessoas de diferentes classes sociais. E quando o esporte agrega oportunidade de superação, mais importantes ainda se tornam seus objetivos. Pude constatar isso de perto, ao receber na semana passada em meu gabinete a paratleta de jiu jitsu Quênia Fernanda Silva Victor, daqui de Belo Horizonte. Ela tem várias medalhas conquistadas em campeonatos nacionais e internacionais. E no próximo dia 21 de abril, vai disputar o campeonato internacional em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

A história de superação de Quênia é muito bonita. Aos dois anos de idade sofreu uma amputação traumática do antebraço direito em um acidente e cresceu admirando as artes marciais. Já adulta, decidiu realizar o sonho e procurou uma academia e com ajuda dos professores superou seus limites. Hoje, Quênia já conquistou várias medalhas, tanto na categoria paratleta quanto na categoria convencional com pessoas que não têm deficiência física. Sua dedicação total aos treinamentos, por exemplo, lhe rendeu recentemente no campeonato internacional em São Paulo duas medalhas: uma de ouro, na categoria paratleta, e a de prata, na categoria convencional. Ela fica muito emocionada ao dizer: “o esporte ajudou-me a superar, porque antes eu me escondia e hoje eu me mostro”.

Realmente Quênia tem muito a mostrar e exemplificar e poderia destacar mais ainda a categoria esportiva, se o jiu-jitsu já fosse considerado um esporte olímpico para integrar a Lei de Incentivo ao Esporte. Por isso, é muito importante o apoio político para que pessoas como Quênia possam produzir mais belas histórias de superação e inclusão social. Porque realmente sua vida e luta formam um belo exemplo de como o esporte pode promover o crescimento do ser humano tanto físico quanto emociona. Ao finalizar este artigo, quero registrar uma bela fala de Quênia: “Meu objetivo é deixar um legado para os paratletas do futuro de que nada é impossível conquistando títulos e aprendendo cada dia mais essa arte suave. E quem sabe, em um futuro bem próximo, ter um projeto de inclusão de pessoas com deficiência”. Um belo exemplo de vida e superação através do esporte.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários