Dificuldade de falar verdade sobre si mesmo

Simone Demolinari / 02/11/2017 - 06h00


Mostrar-se de forma sincera e verdadeiramente não é algo simples. Frente a isso, algumas pessoas escondem o que verdadeiramente são e acabam fingindo ser aquilo que não são. Escondem as características que julgam como fraqueza considerando que, se se mostrarem por inteiras, poderão ser rejeitadas, decepcionar ou passar uma imagem que irá decepcionar o outro.
Fingir ser o que não é, no primeiro momento pode até parecer uma boa ideia, mas está longe de resolver a questão. Sustentar uma condição que não possui acaba trazendo dois problemas: primeiro, ter que esconder a verdade e, segundo, ter que manter a mentira. Com o tempo o indivíduo está vivendo numa “prisão” da farsa que criou para si mesmo. 

Um exemplo prático pode ser o de uma pessoa que está passando por uma dificuldade financeira e tenta esconder essa condição do seu círculo de amizades. Ao tentar mostrar que se está próspero, acaba se endividando ainda mais. Para manter as aparências, o indivíduo banca situações incompatíveis com suas possibilidades, assumem compromissos que não têm como honrar, pegam empréstimos e afundam ainda mais na sua mentira.
Outro exemplo comum acontece com as pessoas tímidas. Ao invés de se mostrarem envergonhadas, preferem disfarçar o desconforto fingindo ser desenvoltas e falantes. Agem assim para ninguém perceber e por medo de serem julgadas, mas acabam criando uma vulnerabilidade ainda maior. Já aquele que se assume tímido, diminui seu grau de nervosismo e pode conseguir um acolhimento diferenciado e, com isso, sentir-se menos desconfortável.
Outra situação comum de esconder as vulnerabilidades é em início de relacionamento amoroso. Geralmente, as mulheres gostam de esconder seu ciúme e sua vontade de casar, já os homens costumam se mostrar super seguros, autoconfiantes e machões. Tudo isso cria uma falsidade que não ajuda em nada, muito pelo contrário, só aumenta a chance de fracasso da relação.
Conversar abertamente sobre os medos e inseguranças seria uma boa forma de se colocar numa situação nova. O problema está exatamente em como a outra pessoa vai reagir a isso. Alguns, conseguem acolher a fragilidade do outro de forma tranquila e serena, criando um clima de compreensão, cumplicidade e ajuda mútua. Já outros podem se mostrar extremamente críticos, debochados e desqualificar ainda mais o ponto fraco do outro.  

Mostrar-se de forma verdadeira pode não ser fácil, mas ajuda, e muito, a conhecer com quem se está lidando. Quando há receptividade, há sinais de que um aceita o outro independentemente da sua limitação ou fraqueza. Já quando o outro aproveita o contexto para se exibir e mostrar uma falsa superioridade, acaba deixando claro que não está disposto a contribuir.
Mostrar-se de forma verdadeiramente, além de ser mais leve, ainda é um sinal de força, pois, mesmo correndo o risco de ser julgado, o indivíduo tem coragem de ser sincero. Isso, sim,  é uma característica muito positiva.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários