O que significa ser uma pessoa forte

Simone Demolinari / 09/11/2017 - 06h00


Nem sempre é fácil saber se somos verdadeiramente fortes. Essa dificuldade, muitas vezes, decorre da dualidade de depararmos com situações grandiosas onde conseguimos enfrentar de forma destemida, ao mesmo tempo que sucumbimos a medos e dores que consideramos desproporcionais. Transitar por esses dois polos nos deixa em duvida se somos realmente pessoas fortes ou frágeis. 
Algumas características determinam um indivíduo verdadeiramente forte:

São justos consigo - Pessoas emocionalmente fortes dificilmente se espremem para caber no molde que o outro lhe impõe. Isso não quer dizer que sejam rígidos ou pouco maleáveis. Ao contrário, conseguem se adaptar bem, desde que a flexibilidade não gere violência contra si próprio. 

Gostam de ser quem são - Gostar do seu modo de ser e agir é característica de quem vive de acordo com código interno de conduta. Sentem orgulho das suas atitudes e sabem reconhecer suas características positivas. Isso nada tem a ver com “narcisismo” - os narcisistas, por falta de autocrítica, constroem uma visão equivocada de si, acreditando ser quem não são.  Já as pessoas fortes, admitem suas qualidades sem se gabar delas. 

São tolerantes à frustração - tolerar situações de dor é qualidade inerente aos fortes. Um grande sinal de força consiste na humildade em reconhecer que não estamos no controle de tudo. Sempre haverá situações onde seremos surpreendidos negativamente e, mesmo assim, teremos que aceitar, com docilidade, os acontecimentos.  Ser forte é ter serenidade para aceitar e administrar os aborrecimentos que a vida forçosamente nos impõe. Já os mais intolerantes à frustração, tem grande dificuldade em lidar com isso. Tentam reverter o que não lhes agrada, muitas vezes, fazendo uso de manipulação, vitimismo e dramas exagerados. Embora se sintam fortes, pois acreditam que estão lutando por uma “causa justa”, são fracos por terem dificuldade em aceitar aquilo que não está no seu controle. 

Não tem medo do novo - Pessoas fortes não temem a novidade. Ao contrário, se sentem confortáveis em ousar e desbravar situações desconhecidas pois tem uma convicção interna de que há competência suficiente para lidar com o possível fracasso. Conseguem aguentar o baque, se preciso for. Já os mais fracos, são guiados pelo medo; prefere não arriscar pois não suportam a ideia de perder ou errar.
São assertivas - Conseguem se posicionar e recusar situações desconfortáveis de forma tranquila e segura. Falam “não” quando querem dizer “não”, sem que isso lhes traga sentimento de culpa. Já aqueles que não conseguem se posicionar com honestidade, acabam se enrolando em desculpas, ou fazendo o que não gostariam só para agradar o outro - na verdade não querem desagradar seu jeito fraco de ser. 

Por fim, pessoas fortes lutam bravamente pelo que desejam, porém não gastam energia tentando mudar o imutável. Transitam serenas na alegria e na dor, aceitando com docilidade tanto as “sextas-feiras ensolaradas”, quanto as “segundas-feiras chuvosas” da vida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários