Mundo virtual e suas relações

Postado em 25/06/2015 07h49
Existimos tanto presencialmente quanto virtualmente. Há quem lute bravamente contra isso. Se recusam a entrar em redes sociais, não participam de grupos e criticam veementemente quem o faz, são tecnofóbicos. É um direito, mas não faz desaparecer essa realidade. Me refiro a mundo virtual não só redes...

Medo da rejeição

Postado em 18/06/2015 09h01
Se tem algo que o ser humano tem verdadeiro pavor é da rejeição. Nesse quesito, parece que todos se igualam – ninguém quer ser rejeitado. Uns lidam um pouco melhor, mas outros sofrem profundamente quando saboreiam o gosto amargo de não serem aceitos. Há, ainda, aqueles que se sentem extremamente...

Como não deixar o amor esfriar?

Postado em 11/06/2015 10h08
Uma pergunta recorrente dos amantes é: “como não deixar o amor esfriar?”. Na verdade não existe nenhuma recomendação especial para que isso não ocorra. Penso que manter a tal chama do amor acesa está mais ligada às questões de afinidades do que podemos imaginar. Ao contrário da máxima “os opostos se...

Me relaciono, logo existo

Postado em 04/06/2015 08h08
Com respeito à crença dos racionalistas mais afoitos, questiono o princípio fundamental da certeza cartesiana: “cogito, ergo sum”. A afirmação “penso, logo existo” torna-se um tanto discutível à medida em que resume a realidade da capacidade de pensar. Não existimos porque pensamos que existimos....

Pessoas que falam demais

Postado em 28/05/2015 09h14
Sabe quando você faz uma pergunta objetiva e a pessoa lhe responde: “a história é longa, tudo começou em 1983...” Geralmente, pessoas que falam demais, possuem um baixo nível de autocrítica, o que lhes permite acreditar que suas histórias, intermináveis, são de interesse geral. Os tagarelas incorrem...

Mecanismo de defesa

Postado em 21/05/2015 08h17
Nosso ego não fica nem um pouco satisfeito em ser contrariado. Tanto é que, quando isso acontece, ele arruma formas, mesmo que atravessadas, para se defender. São artimanhas psicológicas que Freud denominou de mecanismos de defesa. Esses mecanismos são disparados pelo estado de sofrimento e de...

Sobre o perdão e a honestidade

Postado em 14/05/2015 08h24
No último final de semana, o papa Francisco escreveu, no Twitter: “Aprendamos a viver com benevolência, amando a todos, incluindo aqueles que não nos amam”. Sem entrar no mérito religioso da questão e me atento exclusivamente à mensagem, penso ser um desafio muito difícil de ser colocado em prática....

As fases de uma separação

Postado em 07/05/2015 08h52
Continuando o tema da semana passada, sobre término de relacionamento, hoje tratarei das fases que norteiam uma separação. A primeira delas é a negação. É um estágio de “anestesia”, onde se tem consciência da separação, mas ela ainda não é sentida. Há um claro descompasso de realidade. Na gíria,...

Término de relacionamento

Postado em 30/04/2015 08h19
Muita gente pergunta por que há tanta dor numa separação, mesmo naquelas relações que não eram tão boas? Do ponto de vista emocional, quando vivenciamos uma perda, ela abre as lembranças de todas as perdas já sentidas na vida. É como se nossa mente tivesse uma gaveta fechada cheia de dores e no...

Um triste arrependimento

Postado em 23/04/2015 08h04
À medida que a idade avança, parece inevitável fazer um balanço da vida. Uns sentem-se felizes e realizados com seus caminhos e escolhas, já outros, se houvesse possibilidades de voltar atrás, fariam tudo completamente diferente. Um levantamento feito entre pessoas da terceira idade, para...

Semelhantes, uni-vos!

Postado em 16/04/2015 07h50
O sexo é um dos atos mais naturais e primários entre os seres humanos. Segundo o mestre Freud, é a energia motivacional primária da vida. Falar sobre sexo é uma diversão para uns, mas um tabu para muitos. Vivemos num país evidentemente erotizado, onde o sexo é exaltado pela mídia, pela cultura, alem...

A contradição nas escolhas

Postado em 09/04/2015 07h31
É curioso observar as diversas maneiras com que cada um se avalia. Uns são bem rígidos e exigentes consigo, se baseiam num padrão quase inalcançável de conduta; já outros dispõem de uma certa flexibilidade; e alguns vão além e se pautam numa elasticidade ética e moral bem maleável. Cada um se avalia...