Casa de acolhimento pede ajuda

Tio Flávio / 01/12/2017 - 06h00

O grupo Assistencial Casa Mãe Vovó Solidária iniciou seus trabalhos há 30 anos, porém existe formalmente há apenas dois anos, com o propósito de praticar a solidariedade e ajudar ao próximo. Funciona na Rua 71, número 100, no Bairro Nova York, em Belo Horizonte.

A ideia veio da Fernanda Tilepa, que perdeu uma filha e o marido acometidos pelo câncer e sentiu a dor e o desgaste que os familiares sofrem, principalmente no deslocamento para hospitais e em todos os procedimentos durante o tratamento da doença.

Mesmo sem condições financeiras, ela resolveu abrir uma casa voltada para o acolhimento a crianças portadoras de câncer, mas a demanda era crescente e ela resolveu abrir o espaço para pessoas soropositivas, crianças especiais, além de outras que precisem de acolhimento.

Também são abrigados parentes das pessoas que vêm do interior para fazer o tratamento em Belo Horizonte e não possuem recursos e nem um local onde consigam tomar um banho, fazer uma refeição, ter um local de descanso e um ponto de referência.

A instituição não tem finalidade lucrativa e todos os custos são provenientes de doações e dos recursos da própria idealizadora do projeto, que precisa pagar as contas básicas e ainda conseguir doações para as refeições dos assistidos.

Com vários planos para o futuro e o objetivo de proporcionar um pouco mais de conforto a essas diversas famílias em um momento tão difícil pelo qual estão passando, a Casa Mãe Vovó Solidária pretende abrigar ainda mais pessoas, porém precisa da colaboração da sociedade, com doações que possibilitem dar sequência ao trabalho.

Mas Fernanda não deixa de sonhar e já pensa em estabilizar a casa e abrir atividades que envolvam aulas de pintura, salgados, corte de cabelo, artesanato, além de conseguirem voluntários psicólogos, médicos, terapeutas ocupacionais que se dediquem aos enfermos e seus acompanhantes.

São diversas ideias que podem fazer ainda mais diferença na vida dessas pessoas. Por isso, para conhecer um pouco mais o trabalho da casa, agende uma visita: (31) 3455-9504
*É palestrante, professor, autor de livros e idealizador do Tio Flávio Cultural

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários