Inquietude solidária

Tio Flávio / 03/03/2017 - 06h09

Muita gente bem intencionada tem grande vontade de se integrar a algum projeto ou participar de alguma ação social, mas se imagina sem tempo, sem condições (sejam elas quais forem), com receio de não poderem se dedicar como gostariam, entre outras questões mais.

Outros já conseguem estabelecer em sua agenda um momento específico, que entre em sua rotina e estilo de vida, para se dedicarem ao bem social.

Acompanhamos, na sociedade, uma mudança de comportamento, em que no passado era satisfatório doar algo e não ir onde a doação chegava, o que tornava a ação importante, já que a carência de quem recebia era grande, mas fria, já que outras carências de ambos os lados persistiam. Hoje, as pessoas têm doado seu tempo e talento, em vez de dinheiro, cestas básicas.

No fim do ano passado, fomos ao Albergue Tia Branca, que abriga 400 homens que vivem em situação de rua em BH, conhecer essa realidade e entender como engajar pessoas nessa causa. A amiga, incansável e inquieta, Érica Machado se prontificou a utilizar o coaching para ajudar um grupo de pessoas que vivem nas ruas a pensar a vida, entendendo a história e seguindo em frente. Ela convidou a coach Tânia Campos e, juntas, elaboraram a ideia.


Ao apresentar à equipe do Tia Branca, que sempre acolhe com carinho as ideias que levamos, foi feita a divulgação do início do projeto, que se daria em reuniões semanais para aqueles homens que vão à instituição no fim da tarde de cada dia para tomar banho, jantar, dormir e tomar café da manhã no dia seguinte. Um grupo de dez assistidos foi definido para o início. Passados quase dois meses, um dos componentes voltou para casa, outros dois desistiram e sete continuaram participando das reuniões, sempre às quintas-feiras, às 7h. O projeto foi batizado de “Trem das Sete”, uma simbologia que lembra, a todo instante, quem é o condutor dessa máquina chamada “vida”.

O resultado tem sido grandioso, pois num ato contínuo, de persistência e amor, vindos de todos os lados, as pessoas começam a descobrir potencialidades e possibilidades que às vezes estavam bem suplantadas.


 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários