Roupas, calçados e acessórios metalizados e com glitter, além da maquiagem bem iluminada e cintilante, já estão consolidados na moda há pelo menos dois anos. Junte isso à informação de que brilho é sinônimo de Carnaval e não economize na produção para este tempo momesco.

915D9274.JPG

O motivo de os itens brilhantes estarem incorporados ao mundo fashion desta maneira por temporadas seguidas é a direta influência da moda dos anos 80 e 90. Uma época em que as produções tanto diurnas quanto noturnas eram enriquecidas pelo glamour trazido pelo brilho, assim como se vê nos dias de hoje.

Uma das tendências de fantasia para o Carnaval 2018 são os astros e os planetas; acessório de cabeça da modelo Andreza Tércia (à esquerda), 18 anos, da Clarks Model, representa o sol e não podia deixar de ser brilhante, assim como a maquiagem e o traje da jovem 

“A tendência é de que, no Carnaval, as pessoas abusem dos tons metalizados e de cores cada vez mais vibrantes nos olhos, nos lábios e inclusive no corpo, já que não existe uma medida certa. A ousadia e a criatividade vão de acordo com o gosto pessoal”, observa Izabella Miranda, maquiadora e cabeleireira do Instituto de Beleza Eliza Martins, no bairro Funcionários, região Centro-Sul de Belo Horizonte. 

A profissional foi responsável pela produção de beleza das modelos que ilustram essa reportagem.

Ensaio Carnaval 2018 Praça da Estação

A Praça da Estação é um dos pontos de encontro icônicos do Carnaval de BH; time de modelos participou de ensaio fotográfico do Hoje em Dia vestindo as fantasias da Viva Bossa e os apetrechos da Benedita Acessórios, ambas fazem parte do coletivo Estação Carnaval

Variação

Para Aldo Clecius, consultor e professor do curso de Moda do Centro Universitário UNA, na Festa do Momo “são os brilhos coloridos que chamam a atenção”. Conforme o especialista, para 2018, as tonalidades metalizadas predominantes serão rosa, verde, vermelho, cobre, roxo (na variação da Ultra Violet, da Pantone, a Cor do Ano de 2018), além dos tradicionais dourado e prata.

915D9181.JPG

“São cores muito ligadas aos anos 90 e a década está muito na moda”, revela. “Inclusive, dá até para pegar peças que já estão no guarda-roupa ou mesmo nas vitrines, mesclar com uma máscara ou um adereço de Carnaval e depois usá-la normalmente”, ensina.

Aldo ainda lembra que o já tradicional bloco “Então, Brilha!”, que abre o Carnaval de BH, tem como cores predominantes o dourado e o rosa. “Acho que vai de encontro a tendência da moda com uma tradição da capital”, conclui.

Temática dos seres imaginários, como unicórnios e sereias, continua em alta para o Carnaval 2018; a modelo Julia Eduarda (à direita), de 17 anos, da Clarks Model, incorporou o ser encantado dos mares com os adereços da Benedita Acessórios, hot pants e maquiagem colorida e brilhante 

Ornamento

Brilhantes desde a fundação d’A Glitterista, há nove meses, as glitter designers Paula Silva e Nathalia Vieira são sucesso no Instagram, onde colecionam seguidores, e no coletivo Estação Carnaval, localizado na avenida Álvares Cabral, no Centro de BH.

Para acertar na medida do glitter, Nathalia Vieira indica usá-lo como acessório da produção. “Assim como vai escolher a roupa, o que colocar na cabeça, precisa tratar o glitter como destaque no look que está criando, saber orná-lo na produção. Às vezes, pode ser limitado ao rosto, ou só no corpo. O lance é colocar o brilho no conjunto”, explica.

915D9483.JPG

A sócia de Nathalia, Paula Silva, foi a responsável pela aplicação de glitter no corpo e rosto das modelos neste ensaio fotográfico.

Aplicando o glitter na pele

O primeiro passo, de acordo com a relações públicas e glitter designer Paula Silva, uma das fundadoras d’A Glitterista, é aplicar o glitter na pele limpa e seca. “Não tem problema aplicar sobre o protetor solar, desde que não tenha passado uma camada muito grossa. Espere secar antes de colocar o brilho”, explica.

Com os seios cobertos por glitter holográfico em arte d’A Glitterista, a modelo Noara Morais (à esquerda), de 22 anos, da Agência Doze, desfilou pela icônica Praça da Estação com os marcantes adornos da Benedita Acessórios e make iluminada em tonalidade acobreada para combinar com a pele da jovem 

Para manter o glitter na pele durante toda a folia, Paula indica grudar o produto com um fixador para maquiagem artística. “Como hoje trabalhamos exclusivamente com o glitter, acabamos por descobrir que esse produto é a melhor solução”, revela. Sendo o produto cosmético e adequado para a pele, não há risco de machucar a cútis ao término do bloquinho.

Retirando o brilho

Uma das grandes vantagens do fixador indicado por Paula Silva, d’ A Glitterista, é que o mesmo dilui na água e torna fácil a retirada do produto. 

915D9347.JPG

“Quando são utilizados outros meios para a fixação, mais aderentes, sugerimos que a retirada seja feita com o auxílio de um óleo hidratante para fazer o glitter escorregar. No entanto, a recomendação é sempre usar o produto certo no início para não ter problema na hora de retirar”, conclui a glitter designer.

Camila Stephanie (à direita), de 15 anos, modelo da Clarks Model, colocou para girar o mini cata-vento presente no acessório de cabeça metalizado em azul, roxo e prata na Praça da Estação; para complementar a make, aplicação de brilho abaixo dos olhos, nas cores azul claro e prata