Há algumas temporadas, a São Paulo Fashion Week (SPFW) aderiu ao see now, buy now (veja agora, compre agora, na tradução livre), movimento no qual as coleções, assim que desfiladas, já ficam disponíveis para os clientes nas lojas. 

No princípio, as marcas estavam mais coesas com a novidade que propunha o evento, mas, com o passar do tempo, as grifes que figuram na maior semana de moda da América Latina foram retornando à típica antecipação de coleções das estações seguintes, apesar de haver exceções.

SPFW abril 2018

(E) Lilly Sarti; (D) Modem


Alinhada

Na 45ª edição da SPFW, uma palavra definiu o Verão 2019: sofisticação. Um banho de peças em alfaiataria, com modelagem solta no corpo, propondo uma estação mais confortável e slow, como vem acontecendo em outras áreas da vida e do dia a dia, como saúde e bem-estar físico e mental.

SPFW abril 2018

(E) Lenny Niemeyer; (D) Salinas

O conforto é revelado inclusive nos tecidos que comandarão a estação quente. A escolha dos estilistas pelo algodão e linho mostra que a pele precisa respirar. No entanto, para imprimir o caimento e requinte que a alfaiataria pede, entram no grupo crepe, gabardine e o couro, mesmo que este último seja um material bem relacionado ao outono-inverno.

Em relação às cores, off-white, azul claro e navy, verde brilhante, lilás e laranja certamente irão figuram nas ruas e nos guarda-roupas. Para as padronagens, ao que parece, o xadrez deve apenas mudar de cara e não sumir do olhar após esta temporada e as listras tendem a surgir por aí.

(*) Viajou a convite da São Paulo Fashion Week