Em português, significa ciência da vida. Metodologia milenar que preconiza o tratamento integral do indivíduo, o Ayurveda é um pilar formado por alimentação, yoga, fitoterapia e massagens. O objetivo é tratar o paciente por completo, restabelecendo o equilíbrio físico e psíquico para uma vida mais harmônica, feliz e duradoura.

Desenvolvida na Índia há mais de 5 mil anos e considerada a mãe de todos os sistemas de cura, o Ayurveda vem conquistando os que buscam sair dos cuidados tradicionais da medicina. Terapeuta ayurvédico, professor de yoga, meditação e filosofia e co-fundador do Instituto EntreSer, em Belo Horizonte, Marcus Fonseca diz que um dos principais objetivos da ciência de origem indiana é ajudar o paciente a descobrir e viver a própria essência.

“O Ayurveda nos ajuda a assimilar nossas necessidades mais rapidamente, pois nosso corpo já nos mostra tudo o que precisa. O carro-chefe é a prevenção, é entender os problemas e suas origens para conseguir evitá-los. Não tratamos a doença, mas o paciente”, enfatiza, mencionando o ponto de partida do método: a descoberta do tipo metabólico ou biotipo de cada um. 

Marcus Fonseca, do Instituto EntreSer

Método inclui alimentação personalizada, massagens e prática de yoga: “não tratamos a doença, mas o paciente”, diz Marcus Fonseca, do Instituto EntreSer

Para manter a saúde e a harmonia do corpo é preciso reequilibrar os três doshas, presentes em maior ou menor intensidade em cada ser 

Individualização

Doshas, como são chamados, se dividem em Vata, Pitta e Kapha. Apontam possíveis desequilíbrios a serem tratados para prevenir ou remediar desordens físicas e psíquicas. Além de alimentação adequada, com inclusão ou exclusão de certos tipos de alimentos, são indicadas massagens específicas com óleos medicados e yogaretapia com posturas e respirações. 

Diferentemente da consulta médica tradicional, direcionada sobretudo por exames, o Ayurveda se baseia numa primeira – e bem longa – conversa entre profissional e paciente. São cerca de duas horas de duração. “Cada pessoa precisa de orientações específicas e de tratamentos para curto, médio ou longo prazos. Fazer uma reeducação alimentar e ter novos hábitos é primordial”, enfatiza Marcus. 

A periodicidade com que o terapeuta será consultado varia conforme as queixas e necessidades de cada um. “Não é necessário retornar ao consultório com frequência estabelecida. Isso vai variar de acordo com a rotina da pessoa e se ela apresentou novos desequilíbrios e queixas ou não”. 

Para o Ayurveda, uma vez que corpo e mente são considerados únicos, não há tratamentos padronizados, mas orientações personalizadas para cada pessoa e fase da vida.

Terapeuta Carol Anurakti

Óleos são medicados conforme o dosha de cada paciente; “uso do produto errado pode desequilibrar ainda mais”, adverte a terapeuta Carol Anurakti

“O Ayurveda permite que o homem descubra sua natureza e viva de acordo com ela, respeitando a alimentação e os hábitos diários”
Valquíria Zago
Departamento científico da Associação Brasileira de Ayurveda

Óleos medicados desintoxicam o organismo

Além de basear-se em uma alimentação adequada, na fitoterapia e na yoga, a medicina ayurvédica tem como pilar as massagens terapêuticas realizadas com óleos medicados especificamente para cada dosha. Especialista em ervas e plantas, a terapeuta Carol Anurakti, da Alecrim Relaxamento e Bem-Estar, em Belo Horizonte, explica que o objetivo é suavizar desequilíbrios, desintoxicando corpo e alma do paciente. 

“Para o Ayurveda, você é o que você digere, não o que você come. Portanto, trabalha-se muito a limpeza do organismo, melhorando a digestão, por exemplo, e transmutando energias e emoções. Desta forma, tudo o que entrar em contato com o corpo, incluindo as ervas, terá algum tipo de benefício ou malefício”, detalha.

Pacientes com excesso do elemento terra, por exemplo, um dos cinco que compõem toda manifestação material do universo, conforme a medicina ayurvédica, podem ficar mais letárgicos e indispostos com massagens feitas com óleos terrosos, explica a terapeuta. 

“Algumas pessoas não chegam tão intoxicadas, o que comprova que cada caso é um caso. Fazer tratamentos sem conhecimento profissional adequado pode levar até ao adoecimento do corpo, assim como não olhar a raiz do problema antes de tratá-lo”, explica. 

Diversificado

No Instituto EntreSer, na região da Savassi, Zona Sul da capital mineira, o cardápio de procedimentos ayurvédicos é diversificado e inclui técnicas naturalmente relaxantes, desintoxicantes e rejuvenescedoras. Os procedimentos contemplam aromaterapia com óleos essenciais, marmaterapia – toque curativo em pontos energéticos específicos do corpo – e óleos medicados com ervas, de acordo com o dosha do paciente. 

Massagem Ayurveda

Clique para ampliar

Além das massagens, o paciente também pode ser submetido à swedana ou sauna ayurvédica, prática que usa o calor para relaxar e desintoxicar o corpo, atuando sobre os doshas “em excesso” e restabelecendo o equilíbrio, e ao shirodara, procedimento que gera relaxamento profundo e paz mental por meio do derramar contínuo de óleo morno medicado sobre a cabeça. 

Massagem Ayurveda

Clique para ampliar

Os procedimentos vão de R$ 120 – com duração de 40 minutos – a R$ 320 (raj abhyanga integral, que demora 2h30 e inclui massagem, pedras quentes, sauna e marmaterapia.