Junho é o principal mês do ano para a indústria de games. Não pelo número de vendas, mas pelos anúncios de fabricantes, distribuidoras e estúdios na Electronic Entertainment Expo, a E3, que vão reverberar pelos próximos seis meses. Este ano a E3 não teve a apresentação de nenhum console, como aconteceu na edição passada, com o Xbox One X, e na edição de 2016, com PS4 Pro.

Por outro lado, executivos subiram aos palcos para detalhar planos para o futuro e sentenciar a morte da atual geração de consoles. Em maio o presidente da divisão PlayStation, da Sony, John Kodera, já tinha dito que nos próximos dois anos o PS4 entrará num processo de declínio e que um novo console chegará até 2021.

Na conferência da Microsoft, Phill Spencer, o chefão boa praça da divisão Xbox, subiu ao palco para confirmar que a gigante da tecnologia já trabalha no projeto Scarlett, que abrangerá pelo menos dois novos consoles. São declarações que não causam espanto, vez que a atual geração teve início no fim de 2013 e deverá completar o ciclo até 2020. 

Quem não falou em substituição de consoles foi a Nintendo, que anda feliz da vida com o Switch, lançado em março de 2017. A Big N foi a Los Angeles para anunciar a edição do fenômeno “Fortnite” para seu console híbrido, assim como “Smash Bros Ultimate” e “Super Mario Party”. A Nintendo também confirmou edição de “Dragon Ball FighterZ”, que chega ainda este ano.

Garotas no poder
A E3 teve dezenas de anúncios de novos games e o que chamou a atenção foi o grande volume de títulos com mulheres protagonistas. Além de “Shadow of Tomb Raider”, uma das franquias pioneiras em colocar uma garota como personagem principal, séries de peso e famosas por heróis “cascudos” como “Wolfenstein” e “Gears of War”terão novos episódios com elas na linha de frente. 

Outro exemplo é “Assassin’s Creed: Odyssey”. O game teve parte de seu gameplay revelado durante a conferência da Ubisoft e também terá uma protagonista, Kassandra, que divide a trama com Alexios. 

Já “The Last of Us Part II” resgata a personagem Ellie, que aparece já adulta e se torna a grande heroína da história e, ao que tudo indica, não terá a companhia de Joel. Na apresentação da produtora Naughty Dog, durante a conferência da Sony, o vídeo revelou detalhes da jogabilidade e também do enredo. 

Mas o que chamou atenção foi o beijo de Ellie em uma outra mulher, que gerou comentários raivosos em rede sociais e fóruns, por considerar apelativo. Sinal de que não é só o videogame que deve evoluir, mas principalmente a peça que empunha o joystick.

Confira tudo sobre games no GameCoin!