Depois de cinco anos, desde a publicação de “Ascension”, a franquia “God of War” andou sobrevivendo de compilações e reedições. Isso fez com que boa parte dos fãs se esquecesse do que era Kratos e toda a sua ira capaz de abalar os pilares do Olimpo. Mas o Deus da Guerra está mais vivo do que nunca, numa aventura que justifica que os dias de ostracismo foram benéficos tanto para a série quanto para o personagem que por quase dez anos personificou o PlayStation.

“God of War” foi lançado mundialmente na sexta-feira (20), exclusivo para PS4 e com direito a tradução e dublagem em português. Coube a Ricardo Juarez dar voz ao brutamontes. O dublador, dono de uma voz conhecida na TV, também é veterano em games e trabalhou em produções como “Batman Arkham Asylum”.

O toque de brasilidade do game está nos traços de Rafael Grassetti, diretor de arte da Santa Monica Studio, e que foi o responsável pelas silhuetas de Kratos e Atreus.

E por falar em Atreus, o novo “God of War” passou por uma revisão total no enredo e até mesmo na estrutura de jogabilidade. Depois de comprar uma briga com as divindades da mitologia grega, Kratos se exilou na remota e gelada região onde imperam deuses e criaturas da mitologia nórdica. E nesse contexto surge Atreus, filho do guerreiro e que é a espinha dorsal do jogo.

Kratos e Atreus entram numa jornada apinhada de batalhas, finalizações violentas e todo tipo de truculência que se pode esperar do protagonista. Mas tudo isso é acrescido de medos, dúvidas e o temor do guerreiro espartano de que algo ruim aconteça com o menino, que carrega a revolta pela morte da mãe.

Jogabilidade
Atreus não é apenas um figurante na trama. Ele tem papel na jogabilidade de “God of War” e recebe comandos do jogador para disparar flechas contra os adversários, fazendo dele um NPC cooperativo. 

Outra novidade é que o game deixou de ser linear. Kratos não tem mais os privilégios dados por Zeus, quando era o Deus da Guerra. Assim, ele precisa explorar cenários para adquirir armaduras e recursos para dar conta das gigantescas criaturas do game.

Como já foi dito, o tempo fez bem para Kratos e para a franquia!

Entenda as razões que levaram  "God of War" a mudar tanto

“God of War” tem preço sugerido de R$ 200.

Curte games? Então dê uma conferida no GameCoin!