O empresário Sérgio Habib, representante no país da marca chinesa JAC Motors, anunciou ao governador de Goiás, Marconi Perillo, que vai instalar um complexo industrial no Estado para produzir modelos da marca.

O grupo já havia anunciado uma fábrica na Bahia, onde chegou a enterrar um carro como “cápsula do tempo” em uma área de Camaçari, mas desistiu do projeto em razão da crise, que derrubou as vendas de veículos no mercado brasileiro.

Habib não informou a cidade onde a fábrica será instalada, mas é provável que seja em Itumbiara, no galpão onde funcionaria a Suzuki, que, também em razão da crise, acabou tendo a linha de montagem transferida para o complexo produtivo da Mitsubishi, em Catalão.

Segundo Habib, o investimento será de R$ 200 milhões para uma fábrica com capacidade para 35 mil veículos ao ano. Serão gerados cerca de 820 empregos diretos e indiretos. “Nós jamais deixamos de trabalhar para a instalação de nossa fábrica no Brasil”, disse o executivo.

Pendenga

Por ter desistido da fábrica na Bahia, onde recebeu benefícios tributários por estar inscrito no programa Inovar-Auto – que termina no fim do mês –, o grupo de Habib, o SHC, é alvo de ação do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

O ministério suspendeu a habilitação da empresa no programa em maio de 2016, mas o grupo obteve uma liminar que ainda não foi julgada.