Comentados à exaustão no mundo inteiro, o corte e o penteado de Neymar na estreia da Seleção Brasileira na Copa – bem como a mudança no visual do jogador logo após o empate com a Suíça – têm muito mais a dizer do que a gente imagina. Por trás do topete descolorido trabalhado na escova e da nuca desenhada em degradê, existem o desejo de chamar a atenção, sim, mas os muitos elementos na imagem podem interferir no desempenho de qualquer atleta, dizem os especialistas. 

Para Cris Alves, consultora de imagem e especialista em análises faciais, uma alteração no visual do nível que o atacante fez em dia de jogo importante pode ter afetado a performance dele. “O interno da gente fica muito mexido quando temos uma nova imagem. Deve ter passado pela cabeça dele várias vezes: ‘Como está meu topete? Será que está molhado? O fixador manteve o cabelo no lugar?’ É um elemento extra”. 

Ela compara a situação com a de um cantor que está com a roupa apertada e sobe ao palco, de uma palestrante que durante o trabalho sinta a lingerie incomodar o tempo todo ou mesmo de um dentista cujo cabelo caia no rosto constantemente. “Tudo é motivo de distração, um detalhe a mais para prestar atenção”, observa. 

“Creio que ajudou a eliminar o ponto de dispersão da atenção com o cabelo. Corte contido, atenção no jogo. Inclusive para confiança da torcida”
Cris Alves
Consultora de imagem e especialista em análises faciais sobre o corte de Neymar após o empate para a Suíça


Execução

Agradando visualmente ou não, o look de Neymar dividiu opiniões quanto à execução. A superprodução do cabelo levou, sem dúvidas, tempo considerável. Não é à toa que o jogador tem, à disposição na Rússia, dois cabeleireiros.

De acordo com Mariano Barber, sócio da Achado Barbearia, cortes lançados por ídolos do esporte, mesmo que polêmicos, geram muita procura. “Principalmente daqueles que jogam em times europeus e criam tendências. Isso acaba trazendo esse movimento para a barbearia”, conta o profissional, que não considerou o penteado bonito.

Cris Alves ressalta que o ponto de vista estético, base da discussão em torno do visual do craque brasileiro, é carregado de impressões pessoais. “O referencial de beleza tem muito da nossa bagagem. Para mim, de todos os visuais que o atleta usou desde o início da carreira, aquele foi o melhor. Falo da técnica, estava bem cortado, coloração bem feita, volume e escova”, explica.

Cris Alves: "Quando você joga o cabelo para cima está querendo chamar a atenção para o rosto"

Cris Alves: "Quando você joga o cabelo para cima está querendo chamar a atenção para o rosto"


Diferentes

A preocupação de jogadores de futebol com a beleza não é algo recente, mas parece estar cada vez mais em evidência, até pelo movimento pró-estética que acontece fora do universo esportivo. 

No campo, o atleta é visualizado de longe, por isso a necessidade de criar uma marca profissional, destaca a especialista. “Há uma atenção voltada para fazer com que a presença seja diferenciada, que o visual destoe do restante”, afirma Cris Alves.

No caso de Cristiano Ronaldo, por exemplo, que, assim como Neymar, tem ampla ligação com o próprio visual, a consultora revela como é clara a obsessão do português pela estética. “Ele não tem um fio fora do prumo, são horas trabalhando o gel. Só que é um cabelo mais contido. Ele eliminou o fator preocupação, está engessado, fixo. Mas, no aspecto dinâmico, da bola no campo, isso ajuda”, destaca. 

Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo é sério, obcecado com a perfeição dentro e fora de campo, assim como com o visual

Balanço Energético

“O cabelo do Neymar estava todo apontado para cima, em triângulo, que é uma figura de instabilidade. E a cabeça é um chákra muito importante, a energia que ela canaliza domina a do restante do corpo. Quando você joga o cabelo para cima está querendo chamar a atenção para o rosto. Desta forma, a energia do corpo fica toda no movimento ascendente quando, na verdade, o foco da atenção e a atividade em si está acontecendo ali, na grama, no chão, nos pés. Então, existiu um conflito de energia, de atenção e na imagem”, analisa Cris Alves sobre o corte e penteado de Neymar na estreia da Seleção Brasileira.