Em uma das noites mais aguardadas todos os anos pelos aficionados por TV e cinema e também pela moda, o Globo de Ouro entrou pela madrugada desta segunda-feira (8) - horário brasileiro de verão - como palco de manifestações dos artistas acerca dos escândalos de abusos sexuais revelados durante todo o ano de 2017.

A premiação, conhecida por receber no red carpet vestidos mais descolados do que os da cerimônia do Oscar, por exemplo, teve quase que a totalidade de trajes pretos, em função do movimento Time's Up. O grupo, recém-criado por celebridades hollywoodianas, visa chamar a atenção para homens e mulheres que se calam por causa de discriminação e abusos moral e sexual.

O perfil do Time's Up no Instagram, criado em 1º de janeiro deste ano, já conta com mais de 200 mil seguidores, tamanho o apoio dado ao movimento

A cor preta não é comumente explorada por estilistas ou stylists que vestem atrizes e convidadas deste tipo de cerimônia. No entanto, devido ao chamado do Time's Up para todos usarem o preto, Dior, Giam Battista Valli, Ralph Lauren, dentre outros, colocaram os modelos de suas recentes coleções para desfilar no tapete vermelho na última noite.

O uso da cor pode ter sido responsável por imprimir ar de seriedade aos looks das celebridades, tirando o Globo de Ouro o ar de uma premiação descontraída e mais livre em relação aos trajes.

Confira alguns deles na galeria abaixo e tire suas conclusões:

 

Golden Globes 2018