Os blocos voltaram às ruas de Belo Horizonte neste fim de semana, para ter certeza de que o Carnaval 2018 ainda não acabou. Mas, para aguentar essa reta final da maratona vale, antes, sepultar os excessos da folia no feriadão e recuperar saúde e boa forma para o ano todo. Como? Recorrendo a um detox alimentar. 

A orientação dos especialistas é para que a dieta líquida seja adotada só por um dia. E, para intensificar benefícios, inclua castanhas (do Pará, de caju ou nozes, por exemplo) no preparo de pratos e sucos, ensina a nutricionista Pâmela Sarkis. “A estratégia diminui o índice glicêmico de sucos e sopas e aumenta a saciedade”, explica a profissional. 

Uma sugestão interessante é acrescentar abacate ou castanhas no suco e um fio de azeite na sopa já pronta (azeite aquecido perde as propriedades). “Tudo com moderação, já que gordura, mesmo sendo boa, é calórica”, alerta. 

Sem industrializados

Chef de cozinha funcional, Pâmela diz que o principal para proporcionar um verdadeiro detox, eliminando excessos alimentares e alcoólicos, é priorizar alimentos naturais, ricos em fibras, que ajudam o intestino. “Só de não conterem corantes, conservantes nem outros aditivos químicos já é positivo”, enfatiza.

E para aqueles que mesmo depois da folia continuam com o relógio biológico desregulado, a recomendação é retomar a atividade física, que ativa músculos involuntários, como o intestino. Caprichar na hidratação também é fundamental. “Dependendo do que for necessário, dá para incluir probióticos, como o leite fermentado e o kefir, de manhã e à noite, de duas semanas a um mês”, acrescenta. 

Bom para o fígado

Encher o prato de folhas também não deve ser só força de expressão, sobretudo nos pós-Carnaval. Essenciais para manter a silhueta no lugar, as hortaliças brássicas – couve, rúcula, agrião, por exemplo – ativam as enzimas do fígado, favorecendo a eliminação das toxinas. Inclua-as no prato ou no copo, como suco verde, recomenda a nutricionista Verena Bartokowiac Oliveira.

“Gengibre também é super bem-vindo, pois é antiinflamatório e antioxidante natural e ajuda, inclusive, a aliviar dor de cabeça e náusea. O chá verde também contém substâncias antioxidantes que protegem o fígado. O ideal é fazer a infusão com a folha seca”, orienta a nutricionista. 

Quem sofreu uma baixa na imunidade também pode incluir no cardápio algumas gotinhas de própolis por dia. Conhecida pelas propriedades medicinais, a substância é um poderoso anti-inflamatório e, de quebra, ajuda a proteger o fígado. De dez a 40 gotas diárias são suficientes. 

RECEITAS:

Gastronomia detox de Carnaval suco verde

 

- Suco detox refrescante

* Receitas da nutricionista funcional Verena Bartokowiac Oliveira 

– Ingredientes:
150 ml de água
1 limão
1 pepino japonês
10 folhas de hortelã
1 copo de água

– Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e beba em seguida. Quanto mais fresco estiver, mais preservadas estarão as propriedades dos ingredientes. Não precisa coar nem adoçar.

– Vale a pena porque:
Limão
: rico em vitamina C, tem propriedades alcalinas e digestórias
Pepino: diurético, ajuda a eliminar líquidos retidos e, portanto, a desinchar
Hortelã: ajuda a combater problemas digestivos, em especial a má digestão

Receitas detox de Carnaval salada

 

 

- Salada detoxificante

– Ingredientes:
1 xícara de chá de couve desfiada
3 colheres de sopa de beterraba ralada
1 colher de sopa de cebola picada
1/2 xícara de chá de brócolis cozido no vapor
1/2 xícara de chá de maçã picada em cubos
Azeite de oliva extravirgem a gosto
Folhas de hortelã a gosto

– Modo de preparo:
Bata os ingredientes em mixer ou liquidificador e sirva sobre a salada montada à parte

– Vale a pena porque:
Couve
: ativa enzimas hepáticas, auxiliando no detox
Beterraba: ajuda na limpeza do organismo e no combate ao excesso de radicais livres
Brócolis: potente antioxidante, atua diretamente nas enzimas do organismo e facilita na eliminação de toxinas
Maçã: possui fibras insolúveis, que ficam por mais tempo no estômago, promovendo saciedade

- Pesto saudável

- Ingredientes:
1 dente de alho
100 ml de azeite de oliva extra-virgem
5 unidades de nozes
1/2 xícara de rúcula
1/2 xícara de manjericão
Sal e pimenta a gosto

- Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes num mixer ou liquificador e sirva sobre a salada.

Omelete funcional completo

- Omelete funcional completo

* Receitas da nutricionista e chef de cozinha Pâmela Sarkis

– Ingredientes:
2 ovos 
2 colheres de sopa de inhame cru
1/2 cenoura ralada ou cortada em espaguete 
1 colher de chá de azeite extravirgem
1/2 colher de chá de açafrão em pó
1 pitada se sal 
1 colher de sopa de queijo Minas 
1/2 colher de sopa chia

– Modo de preparo:
Refogue no azeite e em fogo baixo a cenoura e o inhame. Acrescente os ovos batidos com sal e o açafrão e finalize com queijo. Espere coagular os dois lados. Se necessário, tampe a frigideira. Rende uma porção individual.

– Vale a pena porque:
Completa, a receita fornece carboidrato (inhame), gordura de boa qualidade (azeite), antioxidante (açafrão, que também é um antiinflamatório natural), além de fibras (chia) e proteínas (queijo e ovo).

pão lowcarb

 

- Pãozinho low carb salgado

– Ingredientes:
1 ovo
50 ml de leite desnatado
1 colher de sopa de azeite de oliva extravirgem
2 colheres de sopa (cheias) de farinha de amendoim
2 colheres de sopa (cheias) de aveia em flocos finos
2 colheres de sopa de farinha de linhaça
1/2 colher de café de fermento em pó
2 fatias de ricota fresca amassada
1 pitada de sal

– Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes em uma frigideira antiaderente e espere coagular, cozinhando em fogo baixo. Em seguida, aumente o fogo e tampe a frigideira.

– Rendimento:
6 porções

– Vale a pena porque:
Pode ser consumido no café de manhã acompanhado de suco, chá ou café preto. Rica em fibras, ajuda no funcionamento do intestino.

- Chá diurético

- Ingredientes:
500 ml de água
2 colheres de sopa de flor de hibiscus
1 colher de chá de canela em pó
1 lasca de gengibre
1 pitada de pimenta cayena
Xyliton para adoçar, se necessário

- Modo de preparo
Faça a infusão dos ingredientes em água quente e, em seguida, leve para a geladeira

- Vale a pena porque:
Acelera o metabolismo e desincha