Diferente do que se pensa, as cidades do interior são as que mais oferecem condições para a abertura de startups no Brasil. Embora essas empresas fiquem longe dos grandes centros consumidores, os custos operacionais são mais baixos, o que é essencial para a sustentabilidade desse projeto.

Em Minas Gerais, por exemplo, Itajubá, com 97 mil habitantes, é campeã em eficiência em geração de startups no Brasil.Para aproveitar essa oportunidade, confira as dicas:

1) Use concursos e eventos online para se promover: A Internet pode reduzir a distância física entre a empresa e os clientes e criar oportunidades de negócios e networking que dificilmente acontecriam. Sites como "100 open startups", além de não exigirem presença física ou investimento, dão visibilidade e permitem avaliar a reputação da empresa no mercado.

2) Busque apoio das entidades locais: Mesmo pequena, uma cidade pode sediar instituições de apoio, ensino e pesquisa como Sebrae, Senai e universidades locais. Muitos deles oferecem programas específicos para startups, como incubadoras, aceleradoras, networking e desenvolvimento tecnológico. Informe-se a respeito.

3) Mobilize e eduque localmente: Já que conceitos como empreendedorismo e startups não são muito conhecidos no interior, principalmente nos locais mais distantes dos grandes centros, é importante que o empreendedor divulgue seu projeto de inovação para atrair apoio, colaboradores, fornecedores e potenciais clientes na sua própria cidade e nas regiões próximas.

4) Exposição online: O site é o cartão de visitas de qualquer empresas. As redes sociais também são uma excelente maneira de divulgar seus produtos e/ou serviços. Nesses canais, apresente a proposta de forma clara e gere conteúdo informativo na página da startup em canais como Facebook, Youtube e LinkedIn. Dessa forma, será possível mobilizar a comunidade empreendedora para formar network de apoio para aumentar o acesso a potenciais clientes.

5) Acesse recursos à distância: Um empreendedor precisa estar sempre atualizado na sua área de atuação. Com cursos à distância (EAD), é possível empreender no interior e dar continuidade ao processo de qualificação profissional. Geralmente gratuitos, esses programas também são uma ótima oportunidade para entrar em contato com grupos de investidores-anjo, fundos de investimento, incubadoras e aceleradoras.

Fonte: Igor Chalfoun é CEO e cofundador da Tbit, startup mineira que cria sistemas de análise de sementes a partir de Inteligência Artificial e processamento digital de imagens. É formado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Lavras e tem MBA em Gestão de Negócios pela USP.