Após mais de dois anos e meio fora de Belo Horizonte, a Avianca retomou, ontem, as operações no aeroporto de Confins, com a chegada de um voo vindo de São Paulo. A companhia, que representa no Brasil a rede aérea Star Alliance, espera transportar, com o início do trecho entre a capital mineira e o aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, cerca de 648 passageiros por dia – levando-se em consideração a taxa de ocupação média da empresa, de 85% das aeronaves. Por ano, a expectativa é a de que as novas operações gerem cerca de R$ 27,83 milhões a mais para a companhia, que opera desde 2002 no Brasil.

Os números foram divulgados ontem durante entrevista coletiva realizada no aeroporto internacional de Confins. “Mais importante que o retorno é o conjunto de contribuição que o mercado mineiro agrega à nossa malha e principalmente o que a nossa malha e a Star (Alliance) agregam ao mercado mineiro”, disse Tarcísio Gargioni, vice-presidente da Avianca Brasil. De acordo com o executivo, a empresa contratou cerca de 40 funcionários locais para a nova operação, que irá interligar BH a 245 voos nacionais e mais 1.300 destinos internacionais.

Segundo o presidente da Empresa Municipal de Turismo (Belotur), Aluizer Malab, o retorno da Avianca à capital contribui, a longo prazo, para o fortalecimento das atividades na região. “A Avianca chega e corrobora com algo que a gente está fazendo com Rio, São Paulo, Vitória e BH, que é uma unificação do Sudeste para melhor trabalharmos o turismo”, acrescentou.

Investimentos
Sobre o investimento, o vice-presidente da Avianca afirmou que não há como precisar o total do valor gasto com a volta a Belo Horizonte. “Nesta operação aqui, usaremos aproximadamente dois aviões. Para trazer um avião novo, considerando alguns investimentos em treinamento, chegada do avião, caução, leasing, estima-se cerca de US$ 1 milhão”, declarou Gargioni. O executivo, contudo, explicou que, pelo fato de as aeronaves serem utilizadas em toda a malha, isso não significa um gasto de US$ 2 milhões (R$ 6,3 milhões) por aqui.

Além disso, ele afirmou que a empresa decidiu pelo fim do trecho único diário entre BH e Brasília, que funcionou até janeiro de 2015, porque era um serviço “ruim para o povo e para o mercado”.

Destinos
São quatro voos diários para São Paulo e mais três operações semanais, feitos com modelos Airbus. Neste ano, a Avianca Brasil estreou no mercado internacional, com voos para Miami e Santiago. Para dezembro, já estão programadas viagens de Guarulhos para Nova York.

No site da Avianca, há passagens a partir de R$ 118,13 (sem taxas). Cada avião é equipado com sistemas de entretenimento, tem serviço a bordo de cortesia e oferece conexão wi-fi para os passageiros – que está em processo de implementação.