A cada fim de ano, jornalistas e escritores especializados em viagens, de todo o mundo, fazem suas previsões sobre quais destinos serão os mais procurados no próximo ano. Por serem formadores de opinião, eles acabam estimulando o desenvolvimento turístico de um destino.

Para 2016, alguns jornalistas e blogueiros, como Lala Rebelo (lalarebelo.com), listaram Belize, na América Central; Zanzibar, na Tanzânia, África; Cuba e Montenegro como os destinos que deverão “bombar” em 2016.

Único país da América Central a ter o inglês como idioma principal, Belize tem praias típicas caribenhas, com areia bem clara e águas transparentes, ruínas maias, florestas tropicais e a maior barreira de corais do Hemisfério Norte. Nela está o Grande Buraco Azul, com 300m de diâmetro e 124m profundidade.

Para os mineiros, é fácil chegar a Belize: basta pegar o voo da Copa Airlines em Confins, fazer a conexão rápida na Cidade do Panamá e seguir para Belize.

Centro histórico de Havana

Centro histórico de Havana. Foto: Creative Commons


Quem gosta de ilhas paradisíacas ainda terão nas Maldivas e na Polinésia Francesa duas referências de turismo de luxo e belas paisagens. Mas outras lindas ilhas, coladas na costa africana, vêm ganhando preferência: Seychelles, Ilhas Maurício e Zanzibar, que é um estado semiautônomo da Tanzânia.

O anúncio da retomada das relações entre Estados Unidos e Cuba serviu para incrementar o turismo para a ilha caribenha, com a ideia de aproveitar antes que “se modernize” demais.

Na Europa, o destino da vez será Montenegro, o vizinho não-famoso da Croácia, mas com paisagens tão incríveis quanto.

 

A europeia Montenegro

A europeia Montenegro. Foto: Creative Commons