Com a chegada da primavera, uma boa opção de turismo interno é Bonito, no Mato Grosso do Sul, quando a temperatura local fica bem agradável para que o visitante usufrua de todas as opções turísticas que oferece. Se o tal Aquífero Guarani tem um centro, é bem possível que esteja justamente ali, onde a água brota por todos os cantos em fartas nascentes. E, como o seu subsolo é rico em calcário, as águas cristalinas formam rios e cachoeiras que proporcionam inesquecíveis passeios e atividades turísticas só encontradas ali.

Não é à toa que Bonito entra cada vez mais no roteiro dos turistas estrangeiros. E outros fatores também tornam o lugar uma raridade no Brasil: ali, a miséria e a criminalidade são zero.

Todos os passeios são feitos por meio das agências de turismo locais, que chegam a oferecer um cardápio com inúmeras opções, como esportes radicais ou um safári ecológico. Todas inesquecíveis. Não dá pra voltar de lá sem experimentar a flutuação proporcionada por seus rios. Com o traje de mergulho, o visitante pode descer os cursos d’água durante um percurso de até dois quilômetros ao lado de inúmeros peixes, como os dourados, e da vegetação aquática. 

Para aproveitar tudo o que o turismo local oferece, o ideal é reservar pelo menos cinco dias de permanência na cidade, que conta com um grande número de hotéis e pousadas para todos os bolsos e gostos. É importante, também, que antes de partir o (a) interessado(a) saia de casa com um roteiro de passeios definido - e comprado -, o que pode ser feito por meio de sua rede de agências operadoras. 

Aliás, o turismo ali é muito bem organizado. Cada passeio tem seu número máximo de visitantes por dia, para evitar qualquer tipo de depredação ou transtorno, e só participa quem adquiriu o ingresso com antecedência. Todos os passeios são realizados na zona rural e, geralmente, consomem todo o dia. Para isso, o preço já inclui o almoço em enormes fazendas, que compatibilizaram a agropecuária com o turismo ecológico. 

Opções de passeio

Quando todas estão em pleno funcionamento, Bonito oferece até 32 opções de passeios, entre aventura (7), cachoeiras (5), contemplação (4), flutuação (8), grutas (2) e balneário (6). Por isso, é importante saber bem o que usufruir para aproveitar bem a viagem, conforme o interesse de cada um e a disposição física.
 
Para quem está com certa limitação de tempo e dinheiro, recomendamos a flutuação nos rios Sucuri (R$ 125), Prata ou Formoso. Outro passeio imperdível, também para qualquer idade, é passar o dia na Fazenda San Francisco, já na entrada do Pantanal, no município de Miranda, onde o visitante é recepcionado por inúmeras araras e papagaios.

A imensa fazenda, de mais de 40 mil hectares, oferece um safári ecológico pela manhã em torno de sua rica fauna preservada, e, na volta, depois do farto almoço e da sesta, promove um passeio de chalana também inesquecível. O ônibus da operadora de turismo sai de Bonito no fim da madrugada e só retorna no início da noite, tudo por R$ 194.

Bonito conta com cerca de 25 mil habitantes e foi planejada para não ultrapassar os 40 mil moradores. Por isso, sua população é bastante organizada e conscientizada quanto à preservação ecológica, já que o turismo é, hoje, sua principal fonte de renda.

Mais detalhes sobre Bonito e os passeios podem ser consultados em http://www.portalbonito.com.br/ 

Todos os passeios realizados em Bonito têm de ser contratados em operadoras locais. Cada passeio tem seu próprio preço, a partir de R$ 25. 
https://www.h2oecoturismo.com.br/
https://www.agenciaygarape.com.br/
https://www.bonitour.com.br/
https://www.agenciaabn.com.br/
https://www.agenciasucuri.com.br