O Ministério das Relações Exteriores informou que os quatro brasileiros que estão internados em Medellín, vítimas do acidente com o voo da Chapecoense, serão transferidos hoje (2) para o mesmo hospital, a clínica San Vicente. O estado de saúde dos jogadores Allan Ruschel, Jackson Follmann e Hélio Zampier Neto e do jornalista Rafael Henzel é crítico, mas estável. Nenhum paciente apresenta risco de morte. Segundo a Chapecoense, o lateral Allan Ruschel foi submetido a uma cirurgia na coluna vertebral e inspira cuidados. Ele está com movimentos normais em membros superiores e inferiores e múltiplas escoriações.

O zagueiro Neto, o último dos resgatados, também apresenta boas perspectivas de melhora.Policiais fazem resgate próximo ao avião destroçado após acidente aéreo O acidente com o avião que levava a equipe da Chapecoense matou 71 pessoasDivulgação/ Polícia de Antioquia O goleiro Follmann é o que se encontra em estado mais grave. Ele teve uma das pernas amputadas, está entubado e requer mais cuidados. O jornalista Rafael Henzel sofreu um trauma no tórax e uma fratura de perna, mas o pulmão já apresentou melhoras. O acidente aéreo matou 71 pessoas, entre jogadores e dirigentes da Chapecoense e jornalistas. O avião com o grupo caiu próximo a Medellín na última terça-feira (29), após ficar sem combustível.

Leia mais:
Sport doará renda de último jogo do Brasileiro para vítimas de acidente
Torcedores do Atlético Nacional vão até Chapecó para prestar solidariedade
Corpos de jornalistas da FoxSports já estão a caminho do Brasil
Temer deve ir a Chapecó na manhã de sábado, mas não confirma presença em velório
Clubes enviam à CBF ofício para pedir que Chapecoense não seja rebaixada até 2019
Ex-Cruzeiro e 'Chape', Gilmar Francisco lamenta tragédia com clube que defendeu nos anos 90