A cervejaria espanhola Estrella Galicia assinou, nesta quinta-feira (13), protocolo de intenções para projeto de investimento em Minas Gerais. A assinatura marca a entrada da empresa no mercado brasileiro com produção local própria. 

A fábrica será instalada em Poços de Caldas, Território Sul, com um investimento de cerca de R$ 100 milhões, na primeira fase de implantação. Inicialmente, está prevista a produção de 20 milhões de litros anuais de cerveja, adaptável para uma demanda superior. Nessa nova fase de investimento, a estimativa é de geração de 100 postos de trabalho diretos.

As negociações da empresa com a Agência de Promoção de Investimentos e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi) foram iniciadas em abril de 2015. A cervejaria espanhola teve acompanhamento do Indi em visitas e reuniões com prefeituras de municípios mineiros, com as secretarias estaduais e com a Gasmig. A Agência também produziu estudos e relatórios de terreno. 

“Poços de Caldas nos oferece ótimas condições para desenvolver nossas receitas e garantir nosso padrão de qualidade. Além disso, tem uma ótima localização para poder atender à demanda do mercado brasileiro”, afirmou Ignacio Rivera, CEO Mundial da Estrella Galicia.

Para o prefeito Sérgio Azevedo, “é um orgulho para Poços de Caldas receber uma empresa como a Estrella Galicia. Foram estudadas cinquenta cidades e Poços de Caldas foi a escolhida. Gostaria de agradecer a todos que contribuíram para isso e, em especial, ao governador. Minas Gerais não poupou esforços para trazer a empresa ao Estado”, afirmou o prefeito.  

"É motivo de muito orgulho para todos nós termos sido escolhidos por uma empresa que prima pela qualidade”, afirmou o governador Fernando Pimentel.

A cervejaria

Líder do segmento premium na Espanha, a marca, fundada em 1906, chegou ao Brasil em 2008, com as cervejas especiais Estrella Galicia, Estrella Galicia 0,0% (versão sem álcool), 1906 Reserva especial, 1906 Red Vintage e 1906 Black Coupage. A construção de uma fábrica própria faz parte do planejamento estratégico da empresa dentro do país e ajudará a fortalecer o posicionamento premium das marcas da cervejaria no mercado nacional.

Mercado

O Brasil, terceiro maior produtor de cervejas do mundo, é a porta de entrada para a empresa na América Latina. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria da Cerveja, Cerv Brasil, o país fabricou 14 bilhões de litros de cerveja em 2014, atrás apenas de China e Estados Unidos. Nos últimos 10 anos, a produção nacional cresceu a uma taxa média de 5% ao ano. A cadeia produtiva movimenta R$ 74 bilhões, respondendo por 1,6% do PIB nacional e 14% da indústria de transformação.

“O Brasil é um país que abraçou nossos produtos. Estamos aqui para contribuir com uma proposta de valor e qualidade no desenvolvimento do segmento premium no mercado”, disse Ignácio Rivera.