Sem apoio da juventude do MDB, o vice-governador de Minas Gerais teria ameaçado trancar a sede do partido neste sábado (7) e impedir a realização da convenção do MDB Jovem. Na ocasião, será realizada eleição para presidência da ala jovem da sigla, em chapa única.

Para garantir o trâmite do processo, os militantes pediram à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) autorização para realizar o evento na rua Juiz de Fora, onde está localizado o imóvel. E conseguiram.

O motivo da proibição de uso da sede seria o apoio dos jovens à candidatura de Adalclever Lopes ao governo de Minas e não à do vice-governador. De acordo com o ex-presidente do MDB Jovem, Felipe Piló, Antônio Andrade não teria conseguido compor chapa para disputar a presidência do MDB Jovem.

“São necessários 73 membros e eles não se organizaram a tempo de se inscrever. Parece que só conseguiram cinco nomes. Trancar a sede é a última jogada do vice-governador para barrar o processo, já que nós não o apoiamos”, diz o emedebista.

O prazo para inscrever a chapa acabou na última quinta-feira, dia 28 de junho. Desde então, segundo Piló, o vice-governador tem se esforçado para cancelar a eleição. Conforme o ex-presidente do MDB Jovem, que é vice-presidente da Rede Minas, Andrade já teria entrado em contato com a executiva nacional, propondo o cancelamento da convenção e a nomeação de uma comissão provisória. O pedido não foi acatado pela nacional.

A assessoria de imprensa do governador informou que a sede estará aberta e que a convenção será realizada normalmente.