Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros subiram em 15 Estados, caíram em 10 e no Distrito Federal e não se alteraram no Amapá nesta semana. No período de um mês, acumulam alta em 20 Estados e no Distrito Federal e queda em outros seis. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação subiu 0,90% na semana, para R$ 2,701 o litro, e no período de um mês acumula alta de 0,97%. Na semana, o maior avanço das cotações foi registrado no Rio Grande do Norte (1,41%), enquanto o maior recuo ocorreu no Espírito Santo (3,83%). A maior alta mensal, de 8,13%, foi no Acre e a maior queda foi em Sergipe (1,45%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 2,359 o litro, em São Paulo, e o máximo foi de R$ 4,29 o litro, no Rio Grande do Sul. Na média, o menor preço foi de R$ 2,698 o litro, em Mato Grosso e o maior preço médio foi verificado em Roraima, de R$ 3,79 o litro.

Leia mais:
R$ 30 bilhões devem ser injetados na economia com autorização de saque de contas inativas do FGTS
Pela primeira vez, BC vê inflação dentro da meta
Taxistas de BH se unem para dar descontos e reconquistar clientes na era dos aplicativos

Etanol X Gasolina

Os preços do etanol seguem sem competitividade ante os da gasolina em todo País, pela oitava semana consecutiva. A relação é favorável ao biocombustível quando está abaixo de 70%.

Em São Paulo, onde o etanol equivale a 75,03% do valor da gasolina, o produto ficou cotado, em média, a R$ 2,701 por litro. A gasolina, em R$ 3,600 por litro.