O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira (11), em sua conta no Twitter que as discussões sobre a reforma da Previdência foram retomadas. "A expectativa é que a reforma seja votada no Congresso em outubro", escreveu o ministro, repetindo o que havia falado no domingo à imprensa.

Na semana passada, o governo obteve duas importantes vitórias no Congresso Nacional com a aprovação das mudanças nas metas fiscais de 2017 e 2018 e da criação da nova taxa de juros dos financiamentos do BNDES, a chamada Taxa de Longo Prazo (TLP).

Esses resultados foram recebidos como um sinal de ambiente mais favorável ao governo para votar matérias de seu interesse - o que se soma à recente reviravolta no campo político, com a possibilidade de reversão de benefícios concedidos a executivos da JBS que implicaram o presidente Michel Temer em suas delações, mas teriam omitido outras informações.
 

Meirelles também publicou no Twitter que, após a aprovação das mudanças nas regras previdenciárias, o governo vai trabalhar na formulação da reforma tributária, "com objetivo de simplificar o sistema".
 

Enquanto isso, já nas próximas semanas, o Congresso deve começar a debater a nova lei de recuperação judicial. Esse, segundo o ministro, é o próximo item da agenda de estímulo à produtividade do governo.

 

 

Leia mais:
Reforma da Previdência ainda divide base aliada no Congresso
Jucá defende aprovação de reforma da Previdência 'possível'