O Impostômetro, como é conhecido o termômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que calcula em tempo real o total de impostos, taxas e contribuições arrecadado no País desde o início do ano, vai alcançar, na segunda-feira, a marca de R$ 1,6 trilhão.

A cifra será exibida às 8 horas pelo painel instalado em frente à sede da associação no centro da capital paulista. Em 2015, o montante tinha sido alcançado cinco dias antes. O atraso deste ano, diz a entidade, é reflexo da perda de ritmo da economia. "Mesmo assim, o peso da tributação para as empresas e para os consumidores continua o mesmo", diz, em nota, Alencar Burti, presidente da ACSP.