A rede norte-americana de farmácias CVS afirmou nesta segunda-feira, 15, que não vai mais editar as imagens de suas propagandas de beleza.

A regra vai valer para as imagens usadas em lojas, sites, mídias sociais e materiais de marketing.

A edição de imagens não vai alterar ou melhorar a forma, o tamanho, a proporção, a cor da pele ou dos olhos de uma pessoa, rugas ou qualquer outra característica individual.

Segundo comunicado da empresa, a decisão começa a valer neste ano, mas o prazo para atingir a transparência total se encerra em 2020. Esse processo envolve a negociação para que a diretriz seja aplicada também por fornecedores. As imagens sem edição terão um logotipo específico.

"Como mulher, mãe e presidente de um negócio de varejo cujos clientes predominantemente são mulheres, percebo que temos a responsabilidade de pensar sobre as mensagens que enviamos aos clientes", disse Helena Foulkes, presidente da CVS Pharmacy.