Paul Manafort, ex-diretor de campanha do presidente Donald Trump se declarou inocente das acusações de conspiração e lavagem de dinheiro após a revelação das primeiras acusações no âmbito da investigação sobre a interferência russa na corrida presidencial de 2016.

Manafort, de 68 anos, e seu sócio, Rick Gates, de 45, se declararam não culpados a uma corte de Washington, após terem sido acusados de ocultar milhões de dólares recebidos por trabalhar para o político ucraniano Viktor Yanukovych e seu partido pró-russo.

Leia mais:
Ex-chefe de campanha de Trump será 1º indiciado em investigação sobre Rússia
Aprovação do presidente Trump cai de 43% para 38%, diz pesquisa
Trump diz que vai revogar reajuste de planos de saúde após redução de impostos