Outro dia fui até o autódromo da Mitsubishi, em Mogi Guaçu. A pauta era conferir as diferentes tecnologias de tração 4x4 e como cada utilitário-esportivo comportava no asfalto e fora dele. Mas o que chamou atenção não foi o conjunto de equipamentos que me fizeram sentir um jipeiro nato ou pretenso campeão do Rali Dakar. Pelo contrário: foi o Lancer Evolution IX MR que enfeitava os boxes do circuito Velo Città.

Ele era um a mais entre outros modelos do pequeno museu que a marca mantém num galpão perto da pista, que conta com a primeira geração do Pajero, assim como intrépido Pajero Evolution, Lancer Evo X e até mesmo um exemplar do cupê 3000 GT. <EM></CW>

Mas quem curte carro sabe que o Evo (nove) MR não é um automóvel qualquer, é uma raridade. E não seria exagero dizer que é um dos poucos em estado de “zero quilômetro” no mundo, o que faz dele um automóvel sem preço.

Claro que a primeira coisa que fiz foi levar a mão à maçaneta. Estava trancado. A segunda coisa foi perguntar para a assessoria (se fazendo de inocente) que horas que poderíamos levar aquele “4x4” para a pista. “Acredite: trazê-lo até aqui exigiu um grande esforço de argumentação”, disse assessor Thiago Padovani. Ele se referia aos menos de 500 metros entre o galpão e os boxes.

Diante daquilo, me senti como um eunuco que cuidava dos aposentos da realizada na antiguidade. Havia um carro extraordinário e uma pista de corridas excelente.

O circuito Velo Città é bem legal, travado, cheio de curvas fechadinhas e elevações de nível. Um traçado perfeito para um sedã de 290 cv e 40 mkgf de torque, extraídos de seu pequeno 2.0 turbo e despejados nas quatro rodas. E mais, com caixa manual de seis marchas. Mais raiz que ele só mandioca brava.

História
Como não sei como é dirigir esse carro, o que me resta é explicá-lo. A linha Evolution surgiu em 1992 e teve dez edições até 2016, quando a terceira geração foi descontinuada. O Lancer Evolution é um automóvel de rali “domesticado” para uso cotidiano. O Evo IX foi a última edição da geração que utilizava a plataforma CT9A, fabricado entre março de 2005 e janeiro de 2007. 

Esse carro é da tiragem que foi vendida nos EUA e conta com freios italianos Brembo, rodas aro 17, da alemã BBS, da mesma nacionalidade dos amortecedores Bilstein, volantes italianos Momo e tudo mais que um carro de corridas precisa. Ele ainda conta com seletor eletrônico de tração, assim como ajuste de tipo de piso: Tarmac (asfalto), Gravel (cascalho) e Snow (neve). 

Uma pena deixar um bicho tão bonito preso num galpão, enquanto há uma pista de corridas do lado de fora!