O Governo de Minas Gerais protocolou nesta sexta-feira (26) o projeto de lei que determina o reajuste do piso nacional dos professores estaduais em 11,36%. O texto prevê que o aumento, anunciado pelo Governo Federal em janeiro, será pago a partir de março em forma de abono.

O reajuste nacional está previsto em acordo feito entre o governador Fernando Pimentel (PT) e o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte-MG), que se tornou lei no ano passado.

"Garantia de atualização do piso salarial estadual nos mesmos índices de correção do Piso Salarial Profissional Nacional do magistério, em janeiro de 2016, 2017 e 2018", diz trecho.

A lei prevê que os educadores estaduais de Minas passem a receber o piso nacional em 2018, após seguidos reajustes.