A BMW anunciou o fim da produção do Série 6 Coupé. O cupê de grande porte da marca foi descontinuado em fevereiro, mas marca ainda mantém a produção das versões Cabrio (conversível) e Gran Coupé (quatro portas), que segundo a empresa irá cumprir o ciclo de vida. Por aqui o Série 6 deixou de ser vendido em todas as versões.

Sinais de que o cupê estava com o futuro incerto surgiram desde a apresentação da nova geração do Série 5, que sempre serviu de base para o Série 6, e nada foi anunciado para a linha esportiva. 

O Série 6 estava na terceira geração. A primeira foi lançada em 1976 e comercializada ate 1989. O modelo retornou em 2003 com um cupê de linhas controversas desenhadas pelo polêmico designer Chris Bangle. Derivada do Série 5, essa geração teve a versão M6 equipada com motor V10 de 500 cv. 

A atual geração chegou em 2011 praticamente junto com a geração passada do Série 5. No ano passado, o HD Auto testou o M6 Gran Coupé numa pista fechada e pode conferir o toda truculência desse gigante de quase duas toneladas e seu V8 biturbo de 560 cv. 

Série 8
Uma das razões para o fim do modelo é o retorno do Série 8, que foi vendido entre os anos 1980 e a primeira metade da década de 1990, após a primeira geração do Série 6 ter sido descontinuada. A BMW já confirmou que irá revelar uma versão conceitual no Concorso d’Eleganza Villa d’Este, na Itália, no fim do mês. A marca postou uma foto com a silhueta do cupê. O Série 8 chegará para brigar no segmento de cupês de alto luxo como o Mercedes S Coupé, e utilizará base do topo de linha Série 7.