Não é de hoje que a principal feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronic Show (CES), realizada sempre nos meses de janeiro em Las Vegas (EUA), tem destinado espaço para que fabricantes de automóveis apresentem novas tecnologias e até mesmo novos produtos na feira. No ano passado, a Chevrolet lançou o elétrico Bolt na mostra, poucos dias antes do Salão de Detroit. Este ano, quem está roubando a cena na CES 2017, que termina amanhã, é a Faraday Future, que acaba de apresentar o FF 91. Trata-se de uma espécie de hatchback futurista, totalmente elétrico, com potência de 1.064 cv. Números que fazem qualquer Ferrari e Lamborghini se sintam humilhados. Toda essa potência permite que o carro acelere de 0 a 100 km/h em 2,4 segundos. A marca garante autonomia de 700 quilômetros graças às baterias de 130 kw/h. As vendas terão início em março de 2018.

VOLVO CRIA EMPRESA PARA TECNOLOGIA AUTÔNOMA
A Volvo tem levado a sério seu interesse em fornecer automóveis autônomos. A marca sueca acaba de fechar parceria com a empresa de segurança veicular Autoliv para a criação da joint-venture Zenuity. A parceria será exclusiva para o desenvolvimento de sistemas avançados de assistência ao motorista e tecnologias de condução autônoma. Com previsão de iniciar as operações nos próximos meses, a empresa terá sede em Gotemburgo (Suécia), com escritórios nos Estados Unidos e também na Alemanha.

GRANDALHÃO ATLAS RECEBE KIT R-LINE
A Volkswagen nem começou a produzir o utilitário-esportivo (SUV) de grande porte Atlas, mas já apresentou a versão com kit visual R-Line. O jipão de cinco metros que será produzido no Tennessee (EUA) no segundo trimestre, chega como opção superior ao Touareg, em tamanho, e pode ser equipado com motores 2.0 turbo de 235 ou V6 3.6 de 276 cv, todos combinados com transmissão automática de oito marchas e tração integral 4Motion. A versão R-Line conta com rodas aro 20, saias laterais, dentre outros itens exclusivos.

RECALL ATINGE 140 MIL UNIDADES DO HYUNDAI HB20
A Hyundai acaba de iniciar uma campanha de recall para o compacto HB20, que apresenta falha de fabricação que pode provocar incêndio. De acordo com a marca, 140 mil unidades do hatch fabricadas entre agosto de 2012 e outubro 2015 apresentam uma falha na vedação da base da alavanca do câmbio automático, e caso algum líquido derrame sobre na área há o risco de contato com o circuito elétrico que ilumina o indicador de marcha, podendo levar a curto e até mesmo incêndio.