#POSTHD CONTEÚDO PATROCINADO

A tradução literal de palavras ou expressões do português para o inglês é cilada na certa. Por isso, aprender a pensar na língua estrangeira sem precisar recorrer à língua materna é fundamental para conseguir se comunicar bem.

Esse é o mote da campanha de 2018 da rede de escolas de idiomas inFlux English School. Em Belo Horizonte, são sete escolas distribuídas em diferentes regiões e bairros.

As peças e vídeos publicitários trazem situações em que as pessoas geralmente acabam se atrapalhando ao traduzir o inglês ao pé da letra, e mostram como o aluno inFlux tem sucesso porque sabe pensar em inglês.

Reconhecida por garantir o domínio do inglês em dois anos e meio, a inFlux focou a campanha na faixa etária dos 15 aos 35 anos. São abordadas situações cotidianas, como uma entrevista de emprego em inglês ou um dia de compras em uma viagem.

Fluxie X Badly
Fluxie (mascote da inFlux) e Badly (que representa os métodos tradicionais de ensino) ilustrarão a batalha na mente dos personagens ao falar em inglês.
Na cabeça de quem tem o Badly, o indivíduo forma frases a partir de palavras soltas que muitas vezes trazem constrangimento pela mensagem que erroneamente transmite.

Já o aluno que tem o Fluxie em mente pensa em inglês e interage fazendo uso dos chunks, que são as combinações de palavras mais usadas pelos nativos da língua. 

Na campanha 2018, a inFlux deixa claro que existe um grande contraste entre o mundo dos “verdes”, alunos da inFlux que sabem falar e dominam o inglês, e o mundo dos “vermelhos”, quem aprende com os métodos tradicionais e que se confundem no idioma. 

“Para que pudéssemos nos aprofundar ainda mais nas dores de quem não domina o inglês, fizemos uso do neuromarketing para entender quais as questões que mais afligem quem está em busca da fluência no idioma”, diz Ricardo Leal, fundador da inFlux English School.

Os medos recorrentes desse público são de que na hora que precisem falar em inglês, se comuniquem de maneira errada ou mesmo “travem” por receio de errar. 

 

Modelo de ensino da inFlux foi elaborado para brasileiros


Toda a campanha publicitária de 2018 tem foco na excelência de ensino do método inovador da inFlux que, diferentemente das escolas de idiomas tradicionais, é pensado para o aprendizado do público brasileiro.

O método inFlux une duas das mais eficazes abordagens no ensino de línguas: a Abordagem Comunicativa e a Abordagem Lexical, em que a comunicação e gramática são ensinadas de maneira integrada.

O método é tão preciso e eficaz que a rede oferece o Compromisso de Aprendizado – uma garantia, firmada em contrato, de que o aluno alcança o domínio do inglês em 2 anos e meio, comprovado por uma certificação internacional no fim do curso (TOEIC). A inFlux garante que o aluno atingirá 700 ou mais pontos no TOEIC, e caso isso não ocorra, poderá estudar na inFlux gratuitamente até que a pontuação seja atingida.

Segundo a coordenadora pedagógica da rede inFlux, Bruna Iubel, a ideia é que o aluno entenda como a língua funciona no dia a dia: aprende gramática, pronúncia e vocabulário de maneira integrada.

“É diferente de métodos tradicionais, em que o aluno, primeiro, aprende a gramática, depois o vocabulário e depois a pronúncia. Na inFlux ele aprende tudo junto, aprende combinações de palavras, pedaços de frases e frases inteiras. A partir dessa combinação o aluno consegue se comunicar de forma mais eficaz, rápida e correta porque ele não pensa só em juntar palavras soltas”, argumenta Bruna.
 

 

Serviço: inFlux Escola de Idiomas

Unidades no Buritis, Castelo, Cidade Jardim, Coração Eucarístico, Palmares, Sagrada Família e Sion
Site: influx.com.br