O promotor de Meio Ambiente e Saúde do Ministério Público de Minas Gerais, na cidade de Ipatinga, Rafael Pureza, apura detalhes da explosão de um gasômetro dentro da siderúrgica Usiminas, na tarde desta sexta-feira (10).

Ele esteve no Hospital Márcio Cunha, acompanhando o atendimento às vítimas do acidente. "O Hospital está inteiramente mobilizado, com plena capacidade de prestar o atendimento adequado. Até o momento, 34 pessoas foram atendidas e todas estão bem, com quadro clínico estável, e apenas uma pessoa com suspeita de intoxicação", informou o promotor.

Uma equipe do Núcleo de Combate aos Crimes Ambientas (Nucrim) do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Caoma) também se deslocou de helicóptero para o local do acidente para adotar as primeiras providências e avaliar a dimensão dos danos ocorridos

O promotor alerta ainda a população quanto às falsas notícias que circulam na cidade, fazendo referência a números de mortos e causando pânico em muita gente. "A população de Ipatinga deve permanecer tranquila nesse momento, todas as primeiras providências foram tomadas. O Ministério Público estará no próximo momento visitando o local do acidente e prestará novas informações à comunidade", destacou. 

O acidente está sendo investigado também pela Polícia Civil, que enviou equipe de perícia ao local do acidente. 

Governo de Minas

Segundo o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, uma equipe do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), foi deslocada para o local, onde irá realizar uma avaliação sobre a situação e adotar as providências necessárias junto à siderúrgica Usiminas. A Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) irá auxiliar os trabalhos do NEA, com análises dos dados relativos ao monitoramento da qualidade do ar na região de Ipatinga.

A fábrica está fechada e as atividades no local somente serão retomadas após liberação pelo Corpo de Bombeiros. 

Ainda conforme o Governo de Minas, "a unidade da Usiminas em Ipatinga possui Licença de Operação para siderurgia e elaboração de produtos siderúrgicos devidamente vigente junto à Semad".

Outro acidente

Na última quarta-feira (8), um funcionário de uma empreiteira que presta serviços à Usiminas, em Ipatinga, no Vale do Aço, morreu, enquanto trabalhava na manutenção de um equipamento. 

Em nota, a empresa informou que o acidente aconteceu durante a manutenção de um equipamento da aciaria, que é a unidade onde o ferro-gusa é convertido em aço.

O empregado tinha 38 anos, era de Coronel Fabriciano e prestava serviço na usina de Ipatinga desde 2016.

Confira a nota do Governo de Minas:

NOTA À IMPRENSA

"Tão logo tomou ciência do acidente ocorrido nesta sexta-feira (10/08), na área interna da Usiminas, o governador Fernando Pimentel determinou o deslocamento de toda a estrutura do estado, necessária para o atendimento aos feridos e contenção das chamas. Viaturas do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, e ambulâncias, compareceram ao local assim que a explosão em um reservatório de gás foi comunicada, no início da tarde.

Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 30 pessoas foram conduzidas a hospitais da cidade, sendo que nenhuma está em estado grave. As vítimas prestavam serviço ou eram funcionários da empresa. Não se sabe ainda as causas do acidente. Não houve a necessidade de evacuação dos bairros próximos à empresa, já que não há vazamento de gás. Uma equipe de brigadistas já debelou as chamas e realizou o resfriamento de todas as estruturas próximas ao local.

Também por determinação do governador Fernando Pimentel, uma equipe do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), foi deslocada para o local, onde irá realizar uma avaliação sobre a situação e adotar as providências necessárias. A Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) irá auxiliar os trabalhos do NEA, com análises dos dados relativos ao monitoramento da qualidade do ar na região de Ipatinga.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) está em contato com as autoridades de saúde do município e já colocou à disposição toda a estrutura necessária para o atendimento de feridos, seguindo determinação do governador de Minas Gerais. As forças de segurança pública, de Meio Ambiente e de Saúde do Governo do Estado permanecerão mobilizadas, realizando ações de monitoramento de toda a situação.

A fábrica está fechada e as atividades no local somente serão retomadas após liberação pelo Corpo de Bombeiros. Informamos, por fim, que a unidade da Usiminas em Ipatinga possui Licença de Operação para siderurgia e elaboração de produtos siderúrgicos devidamente vigente junto à Semad."

Leia mais:
Usiminas paralisa temporariamente altos-fornos em Ipatinga após explosão
Explosão na Usiminas de Ipatinga é um dos assuntos mais comentados no Twitter
Explosão na Usiminas deixa feridos, provoca evacuação da usina e assusta moradores de Ipatinga