Adriene Barbosa de Faria Andrade, ex-prefeita de Três Pontas (2001-2004) e ex-presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), morreu, na manhã desta segunda-feira, em São Paulo, vítima de câncer.

Ela foi a primeira mulher a ocupar o cargo de conselheira e presidente no TCE mineiro. Foi esposa do ex-senador Clésio  Soares de Andrade, tinha 53 anos e deixou dois filhos: Diego Barbosa de Faria Brio e Bruna Barbosa de Faria Brito. 

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, o corpo de Adriene será velado na Apae (Rua Barão da Boa Esperança, 420 - Centro) de Três Pontas e no Radium Clube Dorense, em Boa Esperança (Rua Presidente Getúlio Vargas, 737). O sepultamento será às 17h no Cemitério Municipal de Boa Esperança.

Perfil

Graduada em Direito pela Faculdade Milton Campos, ocupou diversos cargos públicos relevantes, dentre eles, o de prefeita do município de Três Pontas e de presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), por dois mandatos. Foi presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Três Pontas, além de delegada regional e membro do Conselho de Administração da Federação Estadual de APAEs, atuando por 14 anos em defesa de políticas públicas para pessoas com deficiência. 

Foi membro titular do Conselho do Serviço Voluntário de Assistência Social (SERVAS) e do Conselho Municipal de Assistência Social por vários mandatos. Atuou, em sua juventude, em movimentos políticos estudantis, tendo sido presidente do Grêmio Estudantil por três mandatos.

Ao longo de sua vida pública, Adriene Barbosa de Faria Andrade foi condecorada com importantes insígnias, entre elas, o Colar do Mérito da Corte de Contas Ministro José Maria de Alkmim, a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo e a Medalha do Grande Mérito Municipalista.

Nomeada conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Adriene Barbosa de Faria Andrade tomou posse no dia 10 de novembro de 2006. Foi corregedora da Corte no biênio 2009/2010 e vice-presidente no biênio 2011/2012.  Ela foi a primeira mulher nomeada conselheira do TCE-MG e também a primeira presidir o Tribunal de Contas mineiro, em 2013 e 2014.