Ao contrário do Taxi Driver, de Martin Scorsese, Motorista de Táxi, do coreano Hun Jang, não fala de um psicopata, mas de um herói. Um taxista de Seul consegue o serviço que deverá pagar seu aluguel pelos próximos meses. Consiste em levar e trazer de volta um repórter estrangeiro que quer cobrir a zona conflagrada de Gwangju. O longa, de filmagem às vezes meio tosca, conta uma bela história de amizade e lealdade, baseada em um caso real. A sinceridade faz o encanto deste filme, selecionado pela Coreia para disputar vaga no Oscar, mas não ficou entre os 9 finalistas. (REGULAR)

Motorista de Táxi/ Taeksi Woonjunsa
(Coreia do Sul, 2017, 137 min.)
Dir. Hung Jang, com Song Hang-Ho, Thomas Krestschman


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.