Enquanto a reencarnação da Dino não brota nos galpões de Maranello, a Ferrari aproveita para apresentar a Portofino. O novo GT da marca italiana chega para suceder a California T. Tal como sua antecessora, a Portofino conta teto rígido retrátil que pode transformar o cupê (berlinetta como preferem os italianos) num conversível em menos de 30 segundos. Apesar de ser um 2+2, os assentos traseiros são praticamente figurativos e comportaria apenas duas crianças com idade para dispensar as cadeiras infantis, mas não tão crescidas para que seus joelhos não se espremam no encosto dos bancos dianteiros. Ou seja, é um carro para dois ocupantes. Sob o capô, a Portofino utiliza o mesmo motor turbo 3.9 da California T, mas teve sua potência elevada para 600 cv e o torque é de 77 mkgf, o que lhe garante acelerar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e atingir a máxima de 320 km/h. 

Novo M5 chega com 600 cv tração integral
A vedete BMW, no Salão de Frankfurt certamente será o Z4 Concept (leia na página 8), que preverá o futuro roadster da marca. No entanto, quem promete chamar atenção será a sexta geração do M5. A versão do alto desempenho do sedã executivo faz sua estreia na mostra alemã e tem como um dos principais atributos seu motor biturbo 4.4 recalibrado para 608 cv e 75 mkgf de torque e sistema de tração integral pela primeira vez na gama. O sedã de quase duas toneladas acelera de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos.

Volks revela T-Roc, o jipinho abaixo do Tiguan
Demorou uma encarnação, mas finalmente a Volkswagen finalizou seus utilitário-esportivo (SUV) compacto para disputar terreno na seara onde figuram Chevrolet Tracker, Jeep Renegade, Honda HR-V e banda. O T-Roc será uma das atrações da marca em Frankfurt. O jipinho é praticamente um clone do Audi Q3 e contará com uma linha de seis motores (três a gasolina e três a diesel). A VW provavelmente lançará o modelo por aqui, afinal é um segmento em que ela é apenas uma desatenta espectadora.

Embarcações, automóveis e televisores
Quando os primeiros automóveis da Mitsubishi chegaram ao Brasil muita gente estranhou que a marca de televisores produzisse carros. Mas mal sabíamos que a marca do triplo diamante fabricava carros desde os primórdios do século XX. Na quinta-feira (24) a japonesa completou 100 anos no ramo automotivo. Naquela época (quando lançou o Model A), a principal atividade da Mitsubishi Shipbuilding Co. era a indústria naval. Tanto que a linha de montagem do Model A ficava num dos galpões do estaleiro em Kobe.