Americano adora dar nome de bicho bravo para seus carros. Barracuda, Cougar, Viper são alguns deles. E tem até dinossauro. O Raptor, nome invocado do velociraptor, aquele terópode malvado que ficou famoso em “Jurassic Park”, que batizava o modelo de alto desempenho da Ford F150, agora também identifica a mais recente versão da Ranger. Desenvolvida pela Ford australiana e com vendas no mercado tailandês, a Ranger Raptor conta com elementos peculiares da irmã grandalhona, como grade com a enorme inscrição da versão e altura livre do solo elevada, pneus de uso off-road, proteção de carter, dentre outros. O principal destaque é o inédito motor turbodiesel 2.0 de 213 cv e 51 mkgf de torque, acoplado a uma transmissão automática de dez marchas, além de tração 4x4. Assim como na F150 Raptor, é um recurso para ajustar a pressão da turbina.
 
BMW lança edição Pure Excellence para Série 7
Poucas pessoas são aquelas que ostentam um BMW Série 7 na garagem. No entanto, há quem não se contente em ter uma versão “básica” do sedã topo de linha da marca alemã. Para afagar as exigências desses consumidores, a marca acaba de lançar a edição Pure Excellence para o 750Li. Com preço sugerido de R$ 775 mil, a edição surge como opção mais sofisticada que a 750 M Sport e inclui acabamento especial com apliques de madeira e teto solar com pontos de LED... Para noites de céu nublado!
 
Hyundai revela linhas do novo Santa Fe
A Hyundai revelou detalhes da nova geração do utilitário-esportivo (SUV) de porte médio Santa Fe. O jipão será apresentado no Salão de Genebra e apresenta visual arrojado, com faróis afilados e uma grande grade frontal. Com quase 4,8 metros de comprimento, a marca não aponta se ele manterá versões com configuração para sete ocupantes e adianta que o modelo será equipado com uma unidade turbo 2.0 (provavelmente o mesmo que equipa o Veloster N, com 275 cv), além de opção turbodiesel.
 
Honda City chega à linha 2018 sem ESP
Com o lançamento do Virtus e a chegada do Cronos, a Honda correu para lançar a linha 2018 do City, que passou por uma leve plástica nos faróis, lanternas e para-choques. Com cinco versões, com preços que variam entre R$ 60.900 e R$ 83.400, a marca japonesa ampliou a lista de conteúdos do compacto, mas não foi dessa vez que ele passará a contar com controle de estabilidade (ESP). O motor mantém a conhecida unidade 1.6 de 115 cv, com opções de caixa manual de cinco marcas e CVT.