Existe um charme nato nos automóveis britânicos, seja Rolls-Royce, Jaguar, Bentley, Lotus, Aston Martin, Morgan ou Triumph. Mas nenhum deles é tão emblemático como o Mini, modelos lançado em 1959 e que sobreviveram até o fim do milênio. Aposentado há quase 20 anos, o veterano acaba de retornar numa versão elétrica no Salão de Nova York. Não se trata de uma produção retrô em série, mas ele simboliza o futuro Mini Cooper elétrico que será lançado no ano que vem pela marca inglesa, que pertence à BMW. Em única produção, o Mini Electric, como foi batizado, recebeu motor de 165 kW, que corresponde a cerca de 230 cv. O propulsor (que equipa uma versão híbrida do jipinho Countryman) é alimentado por baterias de íon de lítio 30 kWh que garantem autonomia de cerca de 100 quilômetros e permite que o carrinho acelere até 125 km/h. Pena que é um só!

Maserati Levante Trofeo
O segmento de jipões de alto luxo anda movimentado. A Maserati leva para a mostra nova-iorquina o Levante Trofeo, versão anabolizada de seu SUV, que adota motor V8 biturbo 3.8 de 598 cv. Trata-se da mesma unidade utilizada nas Ferraris V8, como 488 e Portofino, mas com calibração “mais modesta” para não ferir a hierarquia. Assim o jipe de Netuno se posiciona entre as opções mais ariscas do mercado, onde já figuram Porsche Cayenne Turbo, Lamborghini Urus e Mercedes-Benz GLE63 AMG Coupé.

Jaguar F-Pace SVR
Se os italianos estão mostrando todo o seu vigor, a Jaguar também resolveu botar as garras para fora na Big Apple. O utilitário F-Pace acaba de ganhar versão SVR, que designa a linha de alto desempenho da marca do felino. Assim como já acontece com o cupê (e também conversível) F-Type, a edição demoníaca do jipinho é equipada com motor V8 5.0 de 550 cv e 68 quilos de torque, dotado de compressor mecânico. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e atinge a máxima de 283 km/h. 

VW Atlas Cross Sport
Enquanto o Touareg foi a sensação da Volkswagen no Salão de Pequim, em NY quem roubou a cena no estande da VW foi o Atlas Cross Sport Concept. Trata-se de uma versão de apenas cinco lugares do jipão que a marca vende por lá. Apesar de conceitual e cheio de firulas com filamentos de LED que se prolongam pela grade frontal, o modelo chega ao mercado norte-americano em 2019, com opção híbrida de 360 cv e capacidade de rodar até 40 quilômetros só no modo elétrico.