Os norte-americanos gostam de dizer que seu país foi construído nas caçambas das picapes. Daí, esse tipo de veículo é o mais procurado nos Estados Unidos, com volumes que beiram dois milhões de unidades ao ano. Há menos de um mês a Ram, divisão de utilitários da Fiat-Chrysler apresentou a nova geração de sua picape fullsize (Ram 1500), com direito a uma versão de alto desempenho para fazer frente à Ford F150 Raptor. Agora a marca apresenta a Ram 1500 Laramie Longhorn, que chega como a opção mais sofisticada da picape. Longhorn que corresponde a uma raça bovina e, que numa tradução literal seria: chifres longos, seria piada pronta por aqui, mas lá tem o status de um sedã de luxo, com direito a acabamento em madeira e couro, pacote farto de tecnologias como controle de cruzeiro adaptativo (ACC), monitor de faixa, chave presencial e claro, um generoso Hemi V8 5.7 de 395 cv.

Ford EcoSport ganha versão Storm por R$ 100 mil
A Ford acaba de lançar mais uma versão para utilitário-esportivo (SUV) EcoSport. Desta vez, chega ao mercado a Storm (tempestade em inglês), que tem como principal atributo o retorno da tração integral, que tinha deixado de ser ofertada há bom tempo. Com preço de R$ 100 mil, a versão assume o topo da game do jipinho, equipado com motor Duratec 2.0 de 176 cv e que concorrerá com as versões 4x4 do Jeep Renegade e do veterano Renault Duster. 

Peugeot lança nova versão do 3008 por R$ 155 mil
A Peugeot acaba de lançar no mercado a versão Griffe para o utilitário-esportivo (SUV) 3008. A nova versão do jipinho francês custa R$ 9 mil a mais que a versão básica, vendida desde o segundo semestre do ano passado, mas agrega conteúdos como controle de cruzeiro ativo (ACC) que também inclui frenagem de emergência, detector de fadiga, alerta de ponto cego e monitor de faixa, que não deixa o carro invadir a faixa ao lado sem sinalizar.

BMW apresenta X2 via internet
BMW apresentou na semana, via streaming, utilitário-esportivo (SUV) X2, que chega ao mercado em março. Jipinho de pegada esportiva se posiciona abaixo do X4 e adota mesma motorização do X1, partindo de uma unidade turbo 2.0 de 192 cv, transmissão automatizada e dupla embreagem de sete marchas. Ainda sem preço definido, a marca não descarta a produção do modelo em Santa Catarina, mas depende do projeto Rota 2030, que substitui o Inovar Auto.