A rede de notícias CNN publicou uma resposta às acusações do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, de que cria falsas notícias. A nota da rede foi divulgada após a entrevista coletiva do republicano.

"A decisão da CNN de publicar um relato cuidadosamente embasado sobre as operações de nosso governo é bastante diferente da decisão do BuzzFeed de publicar relatórios sem substância", escreveu o canal norte-americano. "A equipe de Trump sabe disso e está utilizando a decisão do BuzzFedd se esquivar do conteúdo produzido pela CNN, que também apareceu em outros veículos".

No comunicado, a companhia afirma que a decisão está em linha com as proteções oferecidas pela Primeira Emenda (à Constituição dos EUA): "informar as pessoas sobre as discussões internas do governo, neste caso, sobre materiais de instrução preparados e mostrados aos presidentes Barack Obama e Donald Trump".

Leia mais:
Serei o maior gerador de empregos que Deus criou, diz Trump em coletiva
Trump agradece veículos noticiosos por não divulgar dossiê da Rússia
Trump diz que negociações sobre muro com México vão começar após posse
Trump diz que seus dois filhos vão gerenciar a Trump Organization

Durante a coletiva de imprensa, Trump bateu boca com um repórter da CNN. "Você produz notícias falsas", comentou, antes de passar a pergunta para o próximo jornalista. Ontem, o canal informou que chefes das agências de inteligência dos EUA informaram na semana passada ao presidente eleito que espiões russos acreditam ter dados pessoais e financeiros comprometedores contra ele.

"Deixamos claro que não publicaríamos nenhum detalhe sobre o documento de 35 páginas que não fosse corroborado por nós. "Dado que os membros da equipe de transição de Trump criticam tão vocalmente nossa reportagem, nós os encorajamos a identificar, especificamente, o que eles acreditam estar incorreto", diz o texto.