O Afeganistão registrou um novo recorde de vítimas civis, com 1.662 mortos e 3.581 feridos nos seis primeiros meses de 2017, anunciou a ONU.
Grande parte dos civis (40%) morreram em explosões - artefatos improvisados ou não e minas - dos quais, cada um em cada cinco, na capital, Cabul.
As informações foram dadas pela Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Manua), em seu relatório bianual.

Leia mais:

Mais de 30 desaparecidos em naufrágio de navio do exército de Camarões
Atentado suicida em mesquita mata 10 pessoas na Nigéria