O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou confiança no futuro da indústria de energia limpa em meio a preocupações de que o governo Trump reverta as políticas americanas sobre mudanças climáticas.

Obama está tentando pressionar o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, a manter suas políticas na área. Em um artigo na revista Science, Obama afirmou acreditar que a tendência de energia limpa é irreversível. Ele também apontou para o fato de que o custo e a poluição causada pela energia caíram.

O presidente americano também afirmou que "os EUA perderão seu lugar à mesa" caso Trump decida sair do acordo de Paris, que definiu uma redução nas emissões.