A polícia grega descobriu e desativou, nesta segunda-feira, oito cartas-bomba em uma estação de correios próxima a Atenas. As cartas foram dirigidas a ministros das Finanças da União Europeia e a empresas localizadas em diferentes países do continente.

Na semana passada, foram detectadas cartas-bomba no Ministério de Finanças da Alemanha e na escritório do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris, onde uma pequena explosão causou ferimentos a um membro da organização.

O grupo extremista grego Conspiração das Células de Fogo reivindicou a autoria do ataque na Alemanha, e afirmou que era parte de uma campanha de violência de grupos anarquistas internacionais. Ninguém ficou ferido quando as cartas-bomba foram descobertas nesta segunda-feira. A polícia não revelou detalhes, mas disse que as cartas haviam sido falsamente rotuladas como provenientes de instituições acadêmicas.

Fonte: Associated Press.

Leia mais:
Tribunal é esvaziado em Paris após telefonema com ameaça de bomba
Explosão de carta-bomba no FMI deixa um ferido em Paris; Hollande crê em atentado