A Cidade do México se juntou a Paris, Madri e Atenas num compromisso de eliminar veículos movidos a diesel de suas cidades até 2025. O acordo foi anunciado na reunião de cúpula de prefeitos das cidades do C40, que terminou na sexta-feira (2) na Cidade do México.

O tratado tem a missão de reduzir a poluição do ar e os problemas de saúde relacionados a ela, além de ajudar as cidades a alcançar suas metas sobre o clima.

Segundo o prefeito da Cidade do México, Miguel Angel Mancera, os ônibus movidos a diesel da cidade serão retirados de circulação e substituídos por alternativas. Já os ônibus que formam o Metrobus, um sistema de transporte de ônibus expressos, serão trocados por híbridos e, depois, pelo primeiro corredor elétrico da cidade. Mancera não mencionou, no entanto, como os caminhões de carga movidos a diesel serão substituídos.

"É uma preocupação mundial de saúde pública", afirmou a prefeita de Paris, Anne Hidalgo. Remover o diesel das ruas da capital francesa é uma meta que a prefeita estabeleceu quando assumiu o cargo, em 2014. Em Paris, cerca de 2.500 mortes por ano são atribuídas à poluição do ar.