O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse nesta sexta-feira, 13, em comunicado divulgado pelo governo que o país apoia a decisão dos Estados Unidos, do Reino Unido e da França em relação ao ataque na Síria.

"Apoiamos a decisão dos países de bombardear as estruturas que o regime de Bashar al-Assad utiliza para atacar seu próprio povo com armas químicas", diz o comunicado de Trudeau.

A ação militar ocorre uma semana depois de ONGs da Síria relatarem um ataque químico a civis na cidade de Douma, reduto rebelde próximo de Damasco, que teria deixado ao menos 70 mortos.