O leitor que acompanha o HD Auto já está farto de ler sobre a epidemia dos utilitários-esportivos (SUV) e como os fabricantes vão buscando as derivações para atender a um público cada vez mais amplo. Depois de versões cupê, conversível e até estilo supercarro como o Lamborghini Urus, acreditava-se que a fonte tinha se esgotado. Ledo engano: a Mercedes-Benz levou para o salão de Pequim o Vision Maybach Ultimate Luxury Concept. 

O nome já diz tudo: trata-se de expressão final de um jipão de luxo e que ainda por cima carrega o emblema da Maybach, a marca de luxo da Daimler-Benz que faz todas as Mercedes parecerem Renault Logan. 

O jipão conceitual dividido em três volumes, como um sedã, inaugura uma nova arquitetura do grupo, com foco em modelos elétricos, e que será base para os futuros utilitários da estrela de três pontas. “Nosso conceito combina o DNA de um SUV com o de um sedã para produzir um SUV ultramoderno de design de três volumes”, explica o diretor de design da Daimler AG, Gorden Wagener.

Apesar do capô gigantesco e com abertura bipartida, como nos automóveis das décadas de 1920 e 1930, o Maybach Ultimate Luxury é equipado com quatro pequenos motores de 750 cv combinados, o que permite distribuição independente de torque sem a necessidade de componentes mecânicos como diferencial, eixo cardã como nos automóveis a combustão tal como o parrudo Classe G, que acaba de ser rebaixado para o jipe dos Flintstones.

Por dentro, o conceito exibe acabamento futurista e bem mais longe da realidade do que se vê do lado de fora. Mas a marca quer oferecer um sistema que agregue massagem, fragrância, luz e música para proporcionar bem-estar aos ocupantes. Você duvida?