Enquanto os varejistas fazem as contas e apostam em crescimento de apenas 1,4% nas vendas de Natal, padarias e bufês projetam incremento de até 10% no faturamento em relação a dezembro do ano passado. O ingrediente especial do setor são as encomendas para a tradicional ceia natalina.

“Ninguém mais cozinha em casa”, afirma o presidente da Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), Vinicius Dantas, que arrisca aumento entre 4% e 5% nos lucros.

Segundo ele, que é proprietário de uma panificadora no Jaraguá, na região da Pampulha, as encomendas começam a “deslanchar nesta semana”.
Ainda mais otimista está a diretora comercial do Buffet Célia Soutto Mayor, Patrícia Soutto Mayor. “É agora que intensificamos nossa produção”, informa, calculando crescimento entre 5% a 10% em relação à data em 2o16.

Ofertas

A padaria de Vinicius Dantas, de porte médio, aposta nos assados - frango e lombo são os campeões - com preços variando entre R$ 60 e R$ 70. “As pessoas estão optando por pequenas porções e mais variações”, explica.

Na Trigopane, que tem lojas no Buritis e no Sion, a ceia é composta por vários pratos com custo médio calculado em R$ 40 por pessoa. Os itens mais procurados são o pernil defumado temperado, chester natalino, massas frescas e salada francesa (com frango defumado) e waldorf (maçã verde, aipo e nozes).

Segundo a Trigopane, em 2016 foram atendidas 400 famílias. A expectativa é que esse número aumente em 15%. Mas ele alerta que as encomendas só podem ser feitas até 21 de dezembro.

No Buffet Catharina, a sócia-diretora Virgínia Menezes, cautelosa, espera manter o mesmo resultado do ano passado. Ela informa que a ceia completa inclui entrada e prato principal com opções de tender, bacalhau e filé. O preço é calculado em média, por pessoa, entre R$ 50 a R$60 - o que depende muito da variedade dos pratos.

“Atendemos até o dia 24, mas as pessoas têm de buscar a encomenda”, diz Virgínia. O Buffet Catharina fica no Estoril, região Oeste.
Já a confeitaria Momo divulgou uma série de opções com a possibilidade de se fracionar por peso. Assim, cada 100 gramas de perfil de cordeiro, com pesto de hortelã e batata bolinha, saem por R$ 17,80.

De origem portuguesa, o Bacalhau a Gomes de Sá (com acompanhamentos) custa R$ 14,80 a cada 100 gramas. Também é preciso buscar em uma das quatro lojas (duas na Floresta, Buritis e Cidade Jardim).

Fugindo um pouco dos cardápios de Natal, a Cum Panio é especializada em pães e, nesta época do ano, aumenta a produção de bolos portugueses e pães holandeses. E também oferece uma opção diferenciada: pão como presente.

Com uma embalagem especial, um pão artesanal de chocolate de 5oo gramas sai por R$ 22,50. “É um presente especial que passa uma mensagem de delicadeza”, sugere a sócia do local, Luciana Martins