Um dia depois da aprovação da admissibilidade do pedido de impeachment na Câmara, o senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, se reuniu nesta segunda-feira (18) em São Paulo com ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para discutir a pauta que os tucanos apresentarão ao vice-presidente Michel Temer caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada.

Leia mais:
PSDB ainda discute papel em eventual gestão Temer
A luta ainda não acabou, diz Aécio sobre impeachment

O que pode acontecer com o Brasil pós-Dilma

O encontro ocorre no momento em que os tucanos debatem a participação da legenda em um eventual ministério de Temer. Como não há consenso, FHC foi chamado para ser o árbitro da discussão interna, que deve ter seu desfecho na direção executiva.

Principal interlocutor do PSDB com Temer, o senador José Serra é cotado, segundo aliados do vice-presidente, para assumir o Ministério da Saúde. Caso haja resistência à ideia de participação orgânica, os peemedebistas dizem que o vice-presidente poderia fazer o convite dentro de sua cota "pessoal".