Promotores do Equador, Colômbia e Equador vão se reunir na próxima sexta-feira para falar sobre o escândalo de corrupção da Odebrecht, que é investigada nesses países por denúncias de suborno a agentes do governo, informou o jornal equatoriano El Mercurio.

A publicação cita uma mensagem publicada pelo promotor-geral do Equador, Galo Chiriboga, em seu perfil no Twitter. "Em 24 de março teremos uma nova reunião em Quito com os promotores-gerais do Equador, Colômbia e Peru para falar sobre o caso Odebrecht", escreveu.

O equatoriano acrescentou que, a partir de 1º de junho, o Ministério Público brasileiro irá fornecer informações para o Equador e outros nove países sobre os negócios da empreiteira.

Leia mais:
Defesa de Dilma nega ter dado ordens à Odebrecht
Nova lista de Janot reforça inquéritos do 'quadrilhão'
Moreira Franco rebate Dilma e insinua corrupção no governo da petista