Preso no Complexo Penitenciário da Papuda, o ex-ministro do governo de Michel Temer Geddel Vieira Lima pediu licença do cargo de primeiro-secretário nacional do PMDB. Geddel já estava afastado desde julho do comando do partido na Bahia.

O pedido de afastamento do cargo na direção nacional do partido foi encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado hoje, dia em que a Executiva Nacional do PMDB se reúne para discutir a situação de Geddel, a suspensão da senadora Kátia Abreu (TO) e a transformação da Fundação Ulysses Guimarães em instituto.

Leia mais:
Geddel pede licença do cargo de primeiro-secretário nacional do PMDB
Acusação contra 'quadrilhão' deixa Planalto em alerta
PF conclui inquérito e cita Temer e cúpula do PMDB por organização criminosa